quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Depois de Petrolândia e Jatobá, Prefeitura de Araripina também anuncia recadastramento de servidores municipais


Os novos prefeitos de Petrolândia e Jatobá, Ricardo Rodolfo e Goreti Varjão, respectivamente, anunciaram o recadastramento dos servidores públicos. O novo prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel, também convocou os funcionários ativos para o recadastramento dos servidores. O procedimento é obrigatório e, de acordo com a informação da gestão, quem não realizar o recadastramento poderá ter os pagamentos suspensos.

Novo gestor de Petrolândia, Ricardo Rodolfo divulgou recentemente, durante entrevista, o recadastramento dos funcionários concursados. O objetivo do processo é identificar o motivo da ausência de servidores dos seus postos de trabalho - cedidos a outros órgãos/secretarias, licenciados etc. - para dimensionar a real necessidade de contratação de terceirizados.

''Nós temos no município de Petrolândia mais de 960 funcionários concursados, efetivos e CLT, então, esse quadro de funcionário vai ter que aparecer. Nós estamos estudando com Dr. Fabiano Oliveira, que é o nosso assessor jurídico, uma chamada pública onde todos os concursados, efetivos e CLT - com exceção da Educação, que estão de férias e vão ter um prazo maior - para que todos os lotados nas diversas secretarias, todos vão fazer o seu cadastro. Então, por decreto a gente vai colocar isso para que apareçam todas essas pessoas. A gente percebe que essa folha é muito grande e que pode ser diminuída. Não apenas observando a possibilidade do ''funcionário fantasma'', não é isso. São pessoas que podem estar ausentes da cidade e que vem aqui só pegar o dinheiro, ou receber onde quer que estejam. Então, a gente quer fazer com que todas as pessoas concursadas voltem para as suas secretarias e façam o seu recadastramento. Isso vai fazer com que a gente saiba quem são essas pessoas, para que a gente só parta para uma contratação de serviços básicos, depois do cadastramento dessas pessoas (os funcionários têm que comparecer munidos de documentos pessoais). Então, apenas depois disso é que a gente vai fazer as contratações'', afirmou Ricardo.

Redação do Blog de Assis Ramalho


0 comentários:

Postar um comentário