segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Codevasf beneficia zona rural de Petrolina com acesso à água, sistemas de irrigação e espaços comunitários

Além de acesso à água para consumo humano e produção agrícola, os investimentos beneficiarão as comunidades com outras ações que visam melhorar a qualidade de vida da população (Foto: Cássio Moreira/Codevasf)

R$ 4,5 milhões serão investidos pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em ações de universalização do acesso à água em áreas rurais de Petrolina (PE) para consumo humano e produção agrícola. Um Acordo de Cooperação Técnica com esse objetivo será assinado com a Prefeitura Municipal de Petrolina, nesta segunda-feira (02), na sede da Superintendência Regional da Codevasf em Petrolina.

O evento faz parte de agenda de trabalho da presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, no polo Petrolina/Juazeiro até quarta-feira (04), que inclui também assinatura de ordens de serviços para implantação de sistemas de irrigação comunitária e construção de pátios de múltiplo uso que beneficiarão cerca de duas mil pessoas de comunidades rurais do município. Também estão previstas visitas técnicas a projetos públicos irrigados administrados pela Codevasf em Petrolina e Juazeiro (BA) e outros compromissos.

O Acordo de Cooperação Técnica estabelece um regime de colaboração mútua para a execução das ações. A Prefeitura indicará localidades que serão beneficiadas enquanto à Codevasf caberá executar as intervenções, com a perfuração, montagem e instalação dos poços tubulares.

As ações previstas no documento serão pautadas pelas diretrizes do Programa Água para Todos e do Plano Brasil Sem Miséria, visando ao pleno desenvolvimento humano e à segurança alimentar e nutricional de famílias em situação de vulnerabilidade social.

Sistemas de irrigação comunitária

A implantação dos sistemas de irrigação comunitária envolvem recursos da ordem de R$ 935 mil oriundos do Orçamento Geral da União destinados à Codevasf por emenda parlamentar. Eles irão atender a produtores das Associações dos Agricultores Familiares dos Assentamentos Massangano, Sol Nascente, Água Viva II e Associação Agropecuária e Comunitária do Sítio Coelho. Quando estiverem em pleno funcionamento os sistemas irão irrigar cerca de 360 hectares no total.

“Os sistemas irão gerar renda para as comunidades, pois além de produzirem frutas e hortaliças para o consumo, os produtores poderão comercializar a produção”, explica Alexinaldo Souza, gerente regional de Infraestrutura da Codevasf em Petrolina.

A Companhia elaborou o projeto de irrigação e realizou licitação para contratação de empresa para implantação dos sistemas nos assentamentos. “No caso da Associação dos Agricultores Familiares do Assentamento Água Viva II, a Codevasf elaborou as especificações técnicas e realizou licitação para contratação de empresa que fará estudo pedológico e classificação de terras para verificação de viabilidade técnica para implantação do sistema”, ressalta Alexinaldo Souza.

Já na Associação Agropecuária e Comunitária do Sítio Coelho, o sistema de irrigação será usado numa horta orgânica comunitária na qual quinze famílias de agricultores poderão produzir alimentos saudáveis e livres de agrotóxicos. Serão irrigados 2,5 hectares dedicados a hortaliças e olerícolas como alface, coentro, cebolinha, tomate cereja, pimentão, repolho e quiabo.

Espaços comunitários

Além da implantação de sistemas de irrigação comunitária, a presidente da Codevasf também irá assinar ordens de serviço visando a construção de pátios de eventos para múltiplo uso que irão beneficiar as comunidades de Lajedo (lote I) e Serrote Pelado (lote II), também na zona rural de Petrolina. Nessas ações, serão investidos cerca de R$ 300 mil.

Ao todo serão beneficiadas 1,3 mil pessoas dessas comunidades que atualmente não possuem espaços que permitam a exposição de seus produtos agrícolas e artesanato ou mesmo que possam vir a ser utilizados para realização de eventos culturais, de lazer e outras atividades voltadas à divulgação das potencialidades de seus moradores.

“Com a construção desses pátios de múltiplo uso essas duas comunidades terão mais inserção social, incremento na economia local e o resgate da alta estima de seus moradores”, explica Alexinaldo Souza.

Codevasf


0 comentários:

Postar um comentário