segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Eleição do presidente da Câmara de Belém do São Francisco acaba em vaias e gritaria


A solenidade de posse dos vereadores, do prefeito e do seu vice no auditório da Facesf em Belém do São Francisco foi marcada por gritos e vaias no momento em que o vereador Joase de Vozinho, eleito presidente da Câmara dos Vereadores belemita tomou assento na mesa já como presidente para o biênio 2017/2018.

A maioria das pessoas presentes vaiaram o vereador e deram as costas para ele em sinal de protesto pela sua eleição para presidente do legislativo de Belém do São Francisco.

Os aplausos sairam em seguida quando aconteceram os pronunciamentos dos vereadores Vavá do Bode e Valdir Moreno.

Aos gritos de 'traidor e de se vendeu' o povo não deixou que o novo presidente fizesse seu pronunciamento, Joase não teve a oportunidade de se expressar ao público presente, as vaias eram ensaiadas em coro cobrindo a voz do vereador.

Houve um momento em que o locutor pedia calma e o prefeito Professor Licínio acenou com os braços pedindo que a multidão silenciasse, a revolta era grande.

Em pronunciamento com palavras contundentes, o vereador Vavá do Bode, por sua vez, disse que se o novo prefeito de Belém do São Francisco, Professor Licínio, permanecesse com o vereador Joase no grupo que o apoiou nas eleições para prefeito da cidade eles, os vereadores recém empossados deixariam o grupo de apoio ao prefeito, Vavá foi bastante aplaudido e o povo concordou acenando que acabava de acontecer mesmo um rompimento.

Jornal Gazeta do Sertão


0 comentários:

Postar um comentário