domingo, 1 de janeiro de 2017

Ataque terrorista em boate na Turquia deixa 39 mortos

Ataque em boate na Turquia deixa 39 mortos (Foto: Sedat Suna/EPA/Agência Lusa)

Pelo menos 39 pessoas morreram e 65 ficaram feridas durante ataque terrorista em uma boate de Istambul onde pessoas celebravam o Ano Novo, segundo o governador da cidade. As informações são da Rádio França Internacional.

"Infelizmente, pelo menos 39 de nossos cidadãos perderam suas vidas. Um era policial. Quarenta pessoas estão sendo atendidas em hospitais", disse à imprensa local o governador Vasip Sahin, no local onde fica a boate Reina, na margem europeia do estreito de Bósforo, descrevendo o ocorrido como um "ataque terrorista".

A casa noturna Reina, situada no lado europeu de Istambul e às margens do Bósforo, é um dos locais mais procurados pela juventude de classe alta turca, além de turistas e celebridades. Cerca de 700 pessoas estavam no local na hora do ataque.

Segundo o governador de Istambul, cerca de 40 pessoas continuam internadas em hospitais da região. Muitas pessoas que celebravam o Ano Novo se atiraram no Bósforo, em pânico, depois do ataque, e esforços foram mobilizados para resgatá-las das águas, acrescentou a emissora NTV. Entre as vítimas, 16 estrangeiros.

O atirador, vestido de Papai Noel, abriu fogo contra as pessoas que se encontravam na entrada da casa noturna exatamente à 1h e 15 minutos da madrugada, hora local, neste 1° de janeiro de 2017. O ministro do Interior da Turquia afirmou que "o terrorista" ainda está sendo procurado pela polícia.

Reação de Erdogan

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan reiterou no domingo sua "determinação para erradicar as ameaças à Turquia". Em um comunicado oficial, ele acrescentou que o país vai lutar contra o terrorismo e exortou a nação turca a permanecer unida contra tais ataques.

"Como uma nação, nós vamos combater até o fim não apenas os ataques armados por grupos terroristas, mas também seus ataques econômicos, políticos e sociais ", declarou. "Eles estão tentando criar o caos, para desmoralizar o nosso povo e desestabilizar nosso país comesses ataques hediondos, tendo civis como alvo. Vamos manter a calma, ficaremos mais unidos e não cederemos terreno a estes jogos doentios ", disse o presidente turco.

Agência Brasil com informações da Rádio França Internacional


0 comentários:

Postar um comentário