segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Salgueiro: Mais de 300 alunos passam por consultas oftalmológicas no 1º dia do Boa visão

Voluntários de 13 países participam da ação, realizada em parceria com Secretaria Estadual de Educação, Lafepe, Fundação Altino Ventura e Fundação OneSight (Fotos: SES-PE/Divulgação)

Cerca de 350 alunos das redes municipal e estadual de ensino do Sertão Central passaram por consultas oftalmológicas gratuitas, na tarde desta segunda-feira (17/10), no primeiro dia de atividades do Programa Boa Visão no Sertão Central. Os atendimentos estão sendo realizados no Clube Talismã, no Bairro de Nossa Senhora das Graças, em Salgueiro, por meio de uma parceria entre secretarias estaduais de Saúde, Educação e Lafepe, com a Fundação Altino Ventura (FAV) e Fundação OneSight.

Um dos primeiros estudantes a passar por consulta e constatar a necessidade do uso de lentes foi João Pedro de Araújo, de 12 anos, estudante do 6º ano do Ensino Fundamental da Escola Estadual Manuel Leite, localizada em Salgueiro. “Meu olho esquerdo embaçava e eu não conseguia ver nada de um lado do quadro e saindo hoje com os óculos vou melhorar meu desempenho na sala”.

Até o próximo dia 27 de outubro, mais de quatro mil estudantes dos ensinos fundamental e médio de 27 escolas estaduais do sertão pernambucano passarão por consultas oftalmológicas. Todos os alunos que precisarem de óculos receberão os dispositivos, também gratuitamente, na mesma semana.

“O Boa Visão faz essa parceria com a FAV e a OneSight para que esse grande momento aconteça, mas é um programa contínuo do Governo de Pernambuco com o objetivo de fortalecer o desempenho e desenvolvimento das crianças e jovens em idade escolar”, reforça a diretora geral de Políticas Estratégicas da SES, Flavia Magno.

A gestora de Programas e Projetos Especiais da Secretaria de Educação do Estado, Márcia Rodrigues, também reforça a importância do Programa no aprendizado das crianças. “Pernambuco é destaque na educação pública no Brasil e o Boa Visão tem um papel fundamental nesses índices, pois promove o cuidado com a saúde oftalmológica. Se a gente dá condições aos alunos para que ele enxergue melhor, estamos transformando a vida escolar dele. Portanto, esse projeto propicia um resgate de qualidade de vida e de cidadania” pontua.

Os alunos atendidos na ação são oriundos das 21 escolas estaduais dos municípios de Salgueiro, Cedro, Mirandiba, Moreilândia, Parnamirim, São José do Belmonte, Serrita, Terra Nova e Verdejante, além de 6 escolas do município de Belém de São Francisco. Todos os atendimentos estão sendo realizados por profissionais da FAV e da Fundação OneSight, instituição norte-americana do Grupo Luxottica. A ação conta com uma equipe multidisciplinar formada por médicos oftalmologistas, oftalmologistas pediatras, enfermeiros, assistentes sociais, técnicos em exames, assistentes oftalmológicos e recepcionistas, além de intercâmbio com mais de 40 voluntários estrangeiros de 13 nacionalidades (Estados Unidos, Itália, Venezuela, China, Inglaterra, Hungria, Canadá, Polônia, Rússia, Espanha, Holanda, França e Brasil) que ficam responsáveis pela fabricação dos óculos, que serão entregues posteriormente à consulta.

“Os olhos são a janela da alma e levar saúde visual para essas crianças tem um impacto muito importante na vida delas. Se você está na escola e não vê bem, você não aprende - 80% da aprendizagem passa pela visão”, reforça o gerente de Programas da Fundação OneSight, Daniele Cangemi.

Para facilitar a comunicação entre os voluntários estrangeiros com os alunos, estudantes da rede estadual, que participaram do Programa Ganhe o Mundo - que oferece intercâmbio em países de língua inglesa e espanhola - estão atuando na iniciativa como intérpretes. Pedro Júnior, de 17 anos, estudante do 3o ano do Ensino Médio da Escola Estadual Agrícola Umãs, localizada na zona rural de Salgueiros, viajou para o Canadá no ano passado e está atuando na ação do Boa Visão. Ele ressalta a importância dessa vivência. “Participar do Ganhe o Mundo foi uma experiência única. Meu nível na língua subiu muito e participar dessa ação está sendo renovador, porque estou podendo treinar e aperfeiçoar ainda mais, interagindo diretamente com esse grupo de estrangeiros”, disse.

Dados - O Projeto Boa Visão é um programa do Governo de Pernambuco criado a partir da Lei nº 14.511 de 07 de dezembro de 2011. Desde o início do Projeto, já foram realizadas mais de 81 mil consultas oftalmológicas e entregues mais de 46 mil óculos corretivos. Além da Secretaria Estadual de Saúde, o Boa Visão também tem a participação da Secretaria Estadual de Educação.

Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco/Superintendência de Comunicação


0 comentários:

Postar um comentário