segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Novas regras para concessões são vistas com otimismo

Segundo a ANUT modelos estão no caminho correto e, se forem confirmados, farão com que o setor de infraestrutura volte a deslanchar

Os novos planos de concessões apresentados pelo governo federal prometem movimentar a indústria metroferroviária a partir do próximo ano e geram expectativas aos players do setor. Entre eles está a Associação Nacional dos Usuários do Transporte de Carga (ANUT), que acredita que tudo que foi anunciado até agora só tende a trazer impactos positivos para a modelagem do processo.

Segundo o presidente executivo da entidade - que é uma das apoiadoras da NT Expo 2016, um dos maiores eventos da América Latina voltado à indústria metroferroviária - Luis Henrique Baldez, as exigências estão no caminho correto e devem trazer maior atratividade para o mercado. “Estamos muito esperançosos de que essas novas regras venham para ficar e se isso realmente se viabilizar os investimentos no setor de infraestrutura voltarão a deslanchar”, opina.

Baldez aponta ainda que, uma das principais vantagens que o segmento poderá desfrutar em caso de aprovação do projeto são os prazos maiores para as concessões. “Isso é bom porque estimula novos investidores a apostarem no segmento, pois as ferrovias são empreendimentos caros para serem implantados e para começarem a operar, além de demandarem longos prazos, sendo assim, eles precisam de tempo para recuperar e remunerar seus aportes”, afirma.

Outro ponto essencial serão os projetos de licença ambiental, que tendem a ficar melhores. “Até então, após o setor privado vencer a licitação, aí é que se começava a ir atrás das licenças e isso demorava de três a quatro anos, o que fazia o investidor desistir do negócio. Agora, o governo vai providenciar as licenças antes dos editais e as empresas selecionadas já as receberão de imediato, que permitirá que as concessionárias iniciem as obras o quanto antes. Isso é muito bom, pois vai agilizar muito o processo”, ressalta o presidente executivo da ANUT.

Por fim, Baldez salienta a questão dos financiamentos, que deve deixar de conceder subsídios às companhias interessadas nas concessões. “Os subsídios mascaravam a realidade dos processos e o tesouro nacional era obrigado a pagar a diferença de valores. Com as novas regras, o investidor poderá contar com financiamentos mais realistas, que darão maior viabilidade aos projetos”, conclui.

De 8 a 10 de novembro, a 19ª edição da NT Expo será realizada no Expo Center Norte - Pavilhão Vermelho, em São Paulo (SP), das 13h às 20h. Para mais informações sobre o evento e sobre o credenciamento de visitantes acesse o site -www.ntexpo.com.br

Assessoria de Imprensa – NT Expo - 19ª Negócios nos Trilhos


0 comentários:

Postar um comentário