sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Humanização do parto: Encontro na SES-PE debate papel da enfermagem na área obstétrica


A humanização do parto, o papel do enfermeiro e o protocolo de atendimentos do Ministério da Saúde foram os principais tópicos em debate no Encontro Pernambucano de Enfermagem em Saúde da Mulher, que foi realizado, nesta quinta-feira (06.10), no auditório da Secretaria Estadual de Saúde, localizado no Bongi.

O evento foi promovido pela Gerência de Atenção à Saúde da Mulher, em parceria com o Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (Coren-PE), e reuniu enfermeiros e enfermeiras que atuam no estado e sejam especialistas em Saúde da Mulher ou Obstetrícia. Por meio de videoconferência, o evento foi transmitido para todas as Gerências Regionais de Saúde do Estado.

A fala no auditório trouxe o protocolo do Ministério de Saúde que trás, a partir da Rede Cegonha, que normatiza a atuação e a responsabilidade dos enfermeiros.

“A Rede Cegonha traz a necessidade da discussão de protolocos em eventos como esse, que busque a humanização do processo do parto, e a necessidade de se firmar responsabilidades para os enfermeiros”, comenta Hérika Dantas, da Gerência de Atenção à Saúde da Mulher. Durante o evento, também foi formado um grupo que busque a efetivação do protocolo do Ministério da Saúde.

Os Serviços de Obstetrícia, Centros de Parto normal e Casas de Parto tem a atuação do enfermeiro especializado em Obstetrícia ou Saúde da Mulher, responsável pela assistência a atendimento a gestante e ao recém-nascido.

Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco/Secretaria-Executiva de Atenção à Saúde


0 comentários:

Postar um comentário