sábado, 15 de outubro de 2016

Comunidades rurais afetadas pela seca comemoram chegada da água no semiárido baiano

Foto: Divulgação Codevasf

A água na torneira de casa chegou para mais de 17 mil baianos moradores da zona rural de Juazeiro, região Norte do estado - um alívio para a população em meio a um cenário de estiagem prolongada. São cinco sistemas simplificados de abastecimento implantados pela Codevasf que captam água através de flutuantes instalados à jusante da barragem de Sobradinho. Depois de tratada, a água é distribuída para comunidades rurais localizadas a até 15 quilômetros da margem do rio São Francisco.

Na localidade de Sabiá I, em Juazeiro, mora a família da dona de casa Maria Aparecida Siqueira da Silva. No local, o sistema já foi concluído e está em pleno funcionamento. Ela conta que esperou muitos anos para ter água dentro de casa.“Antes, a gente ia buscar água no rio ou em cacimbas, quando chovia. A água do carro pipa, quando vinha, só era suficiente pra gente beber e cozinhar. Eu esperei quase trinta anos para ter água tratada na torneira. Hoje está muito bom”, afirma.

A família do estudante Wesley dos Santos, de 23 anos, também foi beneficiada com o sistema. Ele conta que antes era preciso caminhas mais de dois quilômetros para buscar água em baldes. Com a chegada da água na torneira de casa tudo mudou.

“Com a chegada da água, nossa vida melhorou muito”. No pátio, um pé de mamão divide o espaço com uma cozinha improvisada, onde Wesley semanalmente lava a louça após as refeições”, conta.

O aposentado Antônio Soares da Silva, morador da comunidade de Sabiá II, também reconhece os benefícios que a água encanada trouxe para a população.
“Antes da chegada do sistema era só sofrimento. Quando o riacho secava a gente
tinha que ir pegar no rio São Francisco para poder beber uma água melhor”, conta o agricultor de manga.

A operação e a manutenção dos sistemas são feitas pelo Serviço Autônomo de Água e Esgotos (SAAE). Ao todo, foram 2.410 ligações domiciliares, um investimento de mais de R$ 16,8 milhões do governo federal.

Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf


0 comentários:

Postar um comentário