quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Bandidos fazem ataques a bancos em duas cidades de Pernambuco

Carro foi queimado na entrada de Barreiros para impedir acesso da polícia (Foto: Danilo César/TV Globo)
Lojas também foram alvo da ação dos criminosos em Barreiros (Foto: Danilo César/TV Globo)

Bandidos realizaram ataques a bancos em série, na madrugada desta quinta-feira (13), em Barreiros na Zona da Mata Sul de Pernambuco, distante 102 quilômetros do Recife. Também houve ação criminosa no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana.

De acordo com informações repassadas pelo comando do 10º Batalhão da Polícia Militar, emBarreiros, os assaltantes explodiram caixas eletrônicos do Bradesco e da Caixa Econômica Federal (CEF), na área central da cidade. Também efetuaram vários disparos de armas de grosso calibre e arrombaram lojas.

O ataque começou por volta das 3h. Cerca de 30 homens, de acordo com a PM, chegaram à cidade em vários carros. Primeiro, investiram contra as agências bancárias. Depois, invadiram lojas de empresas de telefonia móvel e de cosméticos.

De acordo com testemunhas, a cidade vivenciou momentos de terror e muitos tiros foram disparados. A PM informou que havia a suspeita de ação contra o Banco do Brasil. Esse crime, no entanto, não ocorreu.


A Polícia Federal enviou imagens de um carro queimado abandonado em uma das rodovias de acesso a Barreiros. Os peritos coletaram pistas no local.

No Cabo, a ação dos bandidos ocorreu na agência do Banco Santander, no Centro. Ele arrombaram um caixa eletrônico. Usaram explosivos no terminal. A fachada da unidade fiucou danificada.

Foi a segunda madrugada consecutiva de ações de bandidois em Pernambuco. Na quarta-feira (12), assaltantes explodiram agências em Goiana, na Mata Norte, em Jataúba e em Iati, no Agreste.

Tentativa
Em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, bandidos tentaram arrombar um caixa eletrônico, em um suspermercado, no bairo de Sucupira. Eles não conseguiram levar o dinheiro.

De acordo com a PM, os homens chegaram em um carro vermelho, tentaram arrombar o terminal de autoatendimento, mas não tiveram âexito. eles fugiram.

Onda de assaltos
Entre janeiro e julho deste ano, foram registrados pela Polícia Civil de Pernambuco 110 assaltos a banco. Isso inclui o crime à mão armada, arrombamentos de caixas eletrônicos, arrombamentos de cofres, ações com uso de explosivos e sequestros de gerentes, o chamado sapatinho. Um dado superior aos 97 registrados no mesmo intervalo de tempo em 2015.

Do total, 77 ocorrências foram direncionadas a terminais bancários em Pernambuco, sendo 39 arrombamentos de caixas eletrônicos e 38 explosões. Os números representam um aumento de 105% nos arrombamentos e de 35% nas explosões em relação ao mesmo período do ano passado. Nos primeiros sete meses do ano anterior, foram 19 caixas arrombados e 28 detonados com explosivos.

Uma força-tarefa foi criada entre as polícias Civil e Federal no estado para investigar essas ocorrências, que seguem sendo frequentes no mês de agosto. No dia 12 de agosto, foram registrados arrombamentos em três cidades do interior do estado.

Em 5 de agosto, no município de Machados, no Agreste, houve outra investida criminosa. Durante cerca de 20 minutos dentro do banco, os assaltantes deixaram de lado os caixas eletrônicos, alvos mais comuns, e explodiram o cofre da agência, levando todo o dinheiro. Depois da ação, os homens ainda efetuaram disparos e jogaram grampos nas ruas próximas para tentar impedir a perseguição policial.

Uma ação ousada no prédio da Procuradoria Regional da Fazenda Nacional, na Avenida Agamenon Magalhães, no Espinheiro, Zona Norte do Recife, levou pânico a moradores das imediações no dia 2 de agosto. Bandidos especializados em explosão de caixas eletrônicos explodiram o caixa no prédio e trocaram tiros com a Polícia Militar. No dia seguinte, a investida aconteceu no Banco do Brasil de Bom Jardim, no Agreste, distante 104 quilômetros da capital pernambucana.

Além desse, outros municípios pernambucanos foram vítimas de ataques recentes. João Alfredo, Feira Nova, Macaparana, Buenos Aires, Orobó, Passira, Cumaru, Bom Jardim e Lagoa do Carro também tiveram casos semelhantes de assaltos. Algumas das agências estão em reforma, mas outras sequer apresentam previsão para normalizar os atendimentos.

G1 PE


0 comentários:

Postar um comentário