segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Produtores do polo Juazeiro-Petrolina esperam crescimento na produção de 2016

Foto: Divulgação/Codevasf

A safra e a exportação de manga dos perímetros irrigados da Codevasf situados no polo Juazeiro-Petrolina devem aumentar este ano. A previsão dos agricultores irrigantes é de uma safra 20% maior que a de 2015. Valter Matias de Alencar, gerente-executivo do Distrito de Irrigação Maniçoba, em Juazeiro, na Bahia, aponta os fatores que contribuíram para os resultados.

“Essa previsão de aumento deve-se a estabilidade da cultura. Tínhamos muitas áreas plantadas que ainda não estavam em plena produção, mas nesse ano estão alcançando a sua produção total. Com certeza, em 2017 vamos aumentar mais ainda a produção devido a essas novas áreas”, explica.

Para os produtores, outro fator que contribuiu para o aumento da produção foram as condições naturais, como explica Josival Santos Barbosa, vice-presidente do Instituto da Fruta e produtor no projeto público de irrigação Curaçá, em Juazeiro (BA). “Neste ano, temos um diferencial que é a questão da temperatura. O clima está favorecendo muito a produtividade. No ano passado, devido à seca a manga floresceu, mas não frutificou. Houve muita perda por causa das altas temperaturas”, explica.

A fruta colhida no Submédio São Francisco abastece grandes centros consumidores no Brasil, além de Estados Unidos, países europeus e asiáticos. O produtor Sílvio Medeiros estima um crescimento de 20% na exportação de manga.“Nós exportamos no ano passado cerca de 380 contêineres, cada um tem 8425 toneladas”, relata.

Os projetos públicos de irrigação de Juazeiro-Petrolina responderam por cerca de 90% da produção de manga nos projetos irrigados da Codevasf em 2015. Ao todo, os 13 projetos de irrigação geridos pela empresa, além daqueles do Sistema Itaparica, que são administrados pela Companhia, produziram, em 2015, cerca de 343 mil toneladas de manga. 

Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf


0 comentários:

Postar um comentário