quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Morre, aos 54 anos, ator e dramaturgo Duda Ribeiro, de "Salve Jorge" e "Caminho das Índias"


Morreu nesta quarta-feira (14) o ator, diretor e dramaturgo Duda Ribeiro, 54, conhecido por seus papéis nas novelas globais "Caminho das Índias" e "Salve Jorge". Ele não resistiu a um câncer de fígado contra o qual lutava desde 2010. No cinema, ele participou de longas nacionais como "Heleno" e "Assalto ao Banco Central. Sua aparição mais recente na TV foi no seriado "Vai Que Cola", do Multishow.

Em sua última postagem no Facebook, o ator escreveu: "A vida nas mãos do Criador. Não se iluda, ela não será controlada por você. Por isso tente, uma vez só, deixar que ela flua como Ele quer." Na mesma data, Ribeiro postou outros pensamentos filosóficos. Nascido no Rio de Janeiro, em 1962, Ribeiro passou a infância em São Pedro da Aldeia, antes de retornar à capital carioca nove anos depois. Formou-se em engenharia mecânica e, ao final do curso, teve contato com o teatro.

"A formação em engenharia me ajudou de certa forma, pois aprendi a ser uma pessoa mais metódica e organizada, valores muito importantes no teatro", relatou em seu site oficial. Sua estreia nos palcos se deu na montagem de "Nossa Cidade", a convite do diretor Carlos Wilson, que conheceu em uma reunião com o ator Marcelo Novaes. "Comigo nada nessa vida é por acaso, tudo acontece com um propósito. Com a minha carreira não foi diferente. Digo que não escolhi, fui escolhido", escreveu.

Desde que se enveredou pela dramaturgia, escreveu mais de 35 textos e montou ao menos dez peças, entre as quais "Uma Dupla de Dois", "Quem é Que Manda?" e "A.M.I.G.A.S.", que roteirizou para o cinema. Como ator, foi dirigido por Marília Pêra, Pedro Vasconcelos, Antônio Abujamra, Wolf Maia, Carlos Magalhães e Marcos Schechtman, entre outros. Em julho de 2009, lançou seu primeiro livro, "Falando Sob Elas" (Nova Fronteira Cultural), que reuniu oito textos teatrais protagonizados por mulheres.

Folhapress


0 comentários:

Postar um comentário