domingo, 4 de setembro de 2016

Ministro da Cultura é xingado de golpista no RJ e abandona festival


Os protestos contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff não cessam. O ministro da Cultura, Marcelo Calero, abandonou um festival de cinema em Petrópolis (RJ) após gritos de "golpista" da plateia. Calero participou do evento na noite dessa sexta-feira. Em vídeo registrado, Calero aparece discutindo com os manifestantes. O registro não capta o áudio da fala do ministro, apenas os gritos dos manifestantes.

Após o episódio, ele deixou o local acompanhado de assessores e seguranças. De acordo com declarações de manifestantes presentes, ele se exaltou em bate-boca com os protestantes. Neste sábado, o ministro se justificou através do Facebook.

Leia o texto na íntegra:

"Aconteceu ontem: no encerramento da minha fala na sessão de debates do Festival de Petrópolis, um cidadão, acompanhado de outros 5, iniciou um tumulto, com as ações e palavras agressivas e intimidatórias que fazem parte do repertório desse pessoal. A União Juventude Socialista - UJS reivindicou a organização e execução do ataque.

Eu e o público presente nos indignamos com a tentativa de interrupção de um evento que custou muito trabalho e dinheiro às produtoras e ao povo de Petrópolis - e demonstramos isso com altivez.

Fiquei penalizado com o fato de que essa meia dúzia deixou as produtoras do evento constrangidas e lamentando o ocorrido. Mas não se abalem! Esse pessoal não quer saber de cultura. Eles não se conformam com a democracia. Querem fazer valer a todo custo a sua verdade particular.

Ah, claro, eles agora publicam mentiras, dizendo que eu teria sido expulso do evento e que teria dito "golpista com orgulho"... Mas a gente sabe que mentira, aliada ao discurso do ódio, é a especialidade deles.

Nós continuaremos trabalhando pela pacificação e reconstrução do País, colocando a cultura como eixo estratégico de desenvolvimento do Brasil!"

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco


0 comentários:

Postar um comentário