quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Waldemar Borges enaltece implantação da Rádio Frei Caneca

Deputado destaca que rádio já funciona, de forma experimental, com sua antena localizada no Compaz de Santa Terezinha (Foto: Roberto Soares/Alepe)

A implantação da Rádio Frei Caneca pela gestão do prefeito Geraldo Júlio foi registrada na Tribuna da Assembleia Legislativa, na Reunião Plenária desta quarta-feira (10.08). O deputado Waldemar Borges enalteceu a iniciativa e lembrou que a emissora pública finalmente foi colocada no ar, depois de mais de 50 anos de lançada a ideia. O líder do Governo fez uma homenagem também ao ex-vereador Liberato Costa Júnior, autor da proposta em 1960. “Este é um sonho antigo. Liberato lançou a ideia de termos uma rádio pública, recifense, capaz de divulgar e difundir a cultura aqui produzida no início da década de 60. Eu fui vereador por quatro mandatos naquela Casa e me lembro que todos os anos ele colocava uma dotação orçamentária para a rádio”, recordou.

O líder de Governo solicitou um Voto de Aplauso ao prefeito por ter tornando realidade o sonho de muitos de ter uma emissora pública de radiodifusão na cidade do Recife. Borges reforçou que a rádio não será chapa-branca. “É uma emissora para difundir a produção cultural local, cuja programação vai ser fruto de debates com a sociedade para que possamos efetivamente reverberar as diversas e múltiplas manifestações culturais de uma cidade que é reconhecidamente uma das mais ricas culturalmente desse país”, disse.

O deputado informou que a rádio já está funcionando de forma experimental e que sua antena fica no Compaz de Santa Terezinha. “Isso é, inclusive, emblemático porque é algo que vem de tanto tempo e que tem em um equipamento extremamente moderno o seu espaço de transmissão. O prefeito Geraldo Julio marca agora também a sua gestão, dentre tantas iniciativas, como o Hospital da Mulher, o Compaz , a qualidade das creches que tem sido feitas, transformando em realidade um sonho antigo que é o da Rádio Frei Caneca”, concluiu.


0 comentários:

Postar um comentário