sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Rússia nega que homem que matou assaltante no Rio seja vice-cônsul do país

Embaixada da Rússia em Brasília (DF)

A Embaixada da Rússia no Brasil negou hoje (5), por meio de nota, que o homem que matou um suspeito de assalto no Rio de Janeiro ontem (4) seja vice-cônsul do país. Segundo a nota, no momento do incidente, todos os funcionários do Consulado da Rússia no Rio de Janeiro estavam dentro do prédio ou na Casa dos Fãs russa, em Copacabana.

De acordo com a Embaixada da Rússia, todos os funcionários da representação diplomática são cidadãos russos, com nomes russos, o que não é o caso do homem que disse ser vice-cônsul.

Ontem a Polícia Civil informou que o homem era vice-cônsul da Rússia e que ele tinha reagido a uma tentativa de assalto, matando o suspeito do crime. Segundo a Delegacia de Homicídios, o suposto vice-cônsul lutou contra o agressor, tomou sua arma e atirou no suspeito. Ontem, o Consulado da Rússia não quis dar informações sobre o caso.

Agência Brasil


0 comentários:

Postar um comentário