terça-feira, 16 de agosto de 2016

Presidente do STR de Petrolândia recebe notificação judicial após anunciar decisão de assumir estações de bombeamento do Perímetro Irrigado

Entrevista será destaque na manhã desta quarta-feira (17) no programa ''Acordando com as Notícias'', na Web Rádio Petrolândia. apresentado por Assis Ramalho de segunda a sábado, das 05h30 às 08h30.

Na quarta-feira passada (11), o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolândia, por meio do presidente, José Maurício Filho, divulgou nota à imprensa com anúnco de que iria assumir as operações das estações de bombeamento de água do Perímetro Irrigado de Itaparica, em Petrolândia, a partir dessa segunda-feira (15). O motivo da ocupação, segundo a nota, seria o descaso do governo diante dos constantes cortes de água nos perímetros irrigados da região.

O sindicalista foi notificado, por liminar da justiça federal no sábado seguinte (13), para impedir a ação do STR. Caso contrário, o sindicato estaria sujeito a ser penalizado com o pagamento de R$ 5 mil por dia, além de prisão do presidente da entidade sindical.

Nesta segunda-feira (15), José Maurício concedeu entrevista ao Blog de Assis Ramalho e à Web Rádio Petrolândia, e fez esclarecimentos sobre o caso.

''Nós temos um sistema de abastecimento de água que está prejudicado há muito tempo, por irresponsabilidade do governo que não tem compromisso com as pessoas.  Eu recebi uma liminar no sábado, me impedindo de fazer uma ação para a gente colocar água para os agricultores trabalhar. Mas eu quero dizer que o Sindicato de Petrolândia não vai baixar a cabeça, por que não é uma liminar que vai parar os trabalhos. Eu quero dizer para a Codevasf que os agricultores só vai ficar sossegado quando tiver água para trabalhar, porque o trabalhador, para plantar suas roças, eles compram fiado na lojas e por irresponsabilidade desse povo, a gente vai perder tudo. Essa liminar, eu quero dizer para a Codevasf que ela pode ser usada como uma bomba. O que eu quero dizer para a população de Petrolândia é o seguinte: que a gente vai pra cima, que a gente não vai ter medo de nada e vamos fazer dentro da lei, tudo que for possível e se for preciso fazer o impossível, a gente faz também. Eu fiquei indignado, por que eu tentei um contato com Brasília, e eles disseram que não conversavam com sindicatos. Mas a gente vai mostrar que a gente também tem forças, por que juntos somos fortes e não vamos abrir mão, e os agricultores de Petrolândia pode confiar no sindicato, por que se for preciso a gente vai para o tudo ou nada. Eu acho que isso é uma ameaça à democracia''.

Ameaça de multa e prisão

''O que é que o governo vai ganhar se prender uma pessoa como eu, um agricultor. Sábado passado eu recebi uma notificação da Justiça Federal que diz o seguinte: se eu fizesse essa ação, como estava programado, eu seria punido por desobediência à Justiça e o sindicato pagaria 5 mil reais de multa por dia. Mas a minha posição é que, no momento, está tudo OK (o abastecimento foi normalizado no sábado), está tudo normal, mas fica o alerta. Se precisar, nós vamos fazer, por que o que está em jogo é um bocado de pai de famílias, e nós não vamos abrir mão da dignidade deste povo''.

CPI para apurar contratos da Chesf e Codevasf

''A partir de agora, já está colocado em minha cabeça, que eu tenho que batalhar para tentar instalar uma CPI em Itaparica, para investigar todos esses contratos que foram feitos com Chesf e Codevasf, por que é uma vergonha tanto dinheiro jogado no mato, em nome dos trabalhadores. E o pior é que o avalista de tudo isso somos nós. Ao invés de colocar água para nós, vem é justiça. Por que isso? Vão calar a boca da gente? A ditadura acabou, gente! A gente não está aqui assustado não, eu só estou no sindicato porque não sou covarde, eu vim assumir uma responsabilidade com os trabalhadores e vou assumir até o fim. Eu tenho até o ano de dois mil e vinte para estar aqui, à frente do sindicato. (Sobre a CPI) já estou em contato com as federações do Estado, no caso a FETAPE e a CUT. Também estou em contato com Brasília, com a CONTAG, que é a nossa federação nacional, e vamos acionar isso, por que a gente quer saber para onde vai esse dinheiro''.

Entrevista será destaque na manhã desta quarta-feira (17) no programa ''Acordando com as Notícias'', na Web Rádio Petrolândia. apresentado por Assis Ramalho de segunda a sábado, das 05h30 às 08h30.

Para instalar o aplicativo da Web Rádio Petrolândia no seu smartphone ou tablet, escolha a opção desejada
>app Android
>app iOS (iPhone)



Redação do Blog de Assis Ramalho


0 comentários:

Postar um comentário