quinta-feira, 4 de agosto de 2016

PM acusado de fornecer armas e munição para criminosos é preso durante Operação em PE


Delegado Joselito Amaral deu detalhes da operação nesta quinta-feira (Foto: Marina Barbosa / G1)

Um policial militar foi preso, na manhã desta quinta-feira (4), durante operação deflagrada pela Polícia Civil no Grande Recife. Denominada 'Crate', a ação busca desarticular uma organização criminosa acusada de homicídios, tráfico de drogas e roubos. Foram cumpridos oito mandados de prisão e oito de busca e apreensão em residências. Dois alvos da operação continuam foragidos.

De acordo com o delegado Joselito Amaral, que coordenou a operação, todos os alvos tinham antecedentes criminais, inclusive o PM. "Ele era o fornecedor de armas e munição para os criminosos, e já responde por outros inquéritos militares", explicou.

A investigação começou ainda em dezembro do ano passado. Ao longo dos meses, segundo o delegado, a polícia chegou a impedir um assalto e um homicídio e prendeu dois suspeitos. Entre eles, estava o líder da quadrilha, responsável por escolher os estabelecimentos que seriam alvo dos crimes. O grupo atuava na área norte da Região Metropolitana, em cidades como Paulista,Abreu e Lima, Igarassu, Olinda, Itapissuma e Itamaracá, além do Recife.

O material apreendido, que não foi apresentado pela Polícia Civil, foi levado para a 8ª Delegacia Seccional de Paulista. Os suspeitos presos durante a operação estão prestando depoimento e devem seguir para o Centro de Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima. O policial militar será levado para o Centro de Reeducação da PM (Creed). Os detalhes da operação serão apresentados na sexta-feira (5).

A investigação foi comandada pela Diretoria Integrada Metropolitana da Polícia Civil. Na operação, foram mobilizados 80 Policiais Civis, entre delegados, agentes e escrivães, além de sete policiais militares e uma equipe a Corregedoria Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS).

G1 PE


0 comentários:

Postar um comentário