sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Petrolândia: Daniel Filho é destaque no ''Por que quero ser vereador da minha cidade''


'Por que quero ser vereador/prefeito da minha cidade'' é espaço gratuito do Blog de Assis Ramalho oferecido a todos os candidatos, sem distinção de partido ou coligação, para divulgação de suas propostas e biografias.

Candidatos a prefeitos e vereadores de Petrolândia e região podem enviar suas biografias e propostas nas postagens do ''Por que quero ser vereador/prefeito da minha cidade'', divulgado pelo Blog de Assis Ramalho. Envie material para o e-mail contato@assisramalho.com.br. Dúvidas? Contato/WhatsApp 87 99955-1186.


Daniel Filho ''Por que quero ser vereador da minha cidade''

Sou Daniel Filho. Filho de Maria Egidia e Daniel. Minha mãe artesã e vendedora, meu pai funcionário no mercado + Barato. Casei com Niedja Maria Batista, com quem aprendi e aprendo sempre o sentido de amar.
Sou formado em letras pela AESA-CESA. Pós-graduado pela UPE em programação do Ensino de Língua Portuguesa. Concluí o mestrado em Psicanálise na Educação e o curso de Gestão Escolar PROGEPE, tendo outros cursos de extensão e formação continuada em filosofia, estudos políticos e sindicais.

Professor efetivo da rede estadual de ensino com dois vínculos. Um lotado na Escola Jatobá, outro cedido para as atividades sindicais. Coordeno regionalmente o SINTEPE, onde travamos greves e paralisações históricas na luta por uma educação pública de qualidade.

Em sala de aula busquei desenvolver uma pedagogia que aliasse teoria e prática a partir das artes, formação e discussão política de temas, tidos como tabus, em diversos projetos de intervenção desenvolvidos nas escolas que lecionei.
Destaco os projetos INTEGRANDO A SÉTIMA ARTE, onde crianças e jovens, há sete anos, produzem curtas-metragens que são exibidos gratuitamente em praças públicas. O projeto já conta com mais de 50 filmes em seu acervo, todos produzidos e estrelados por crianças e jovens de Petrolândia.

O projeto JOVENS DEPUTADOS, jovens secundaristas fundaram partidos e estatutos, e, em assembleia, votaram o Projeto de lei 122 que criminaliza a homofobia. Nesse chamamos para o debate a jovem estudante de direito Fernanda Amariz para defender o projeto, e o pastor Ricardo Rodolfo que defendeu o posicionamento contrário ao projeto. Nossa experiência repercutiu mundo afora. A APOLGBT (Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo) nos premiou com o 13° Prêmio Cidadania em Respeito à Cidadania e Diversidade. Concedido anualmente a pessoas que, em seus segmentos, contribuem para a discussão e promoção de igualdade de gênero e cidadania. Nesta edição receberam ainda o prêmio grandes nomes como: Laerte, Daniela Mercury, o deputado Jean Willys, Drauzio Varella, o presidente do Uruguai José Mujica, entre outros. O feito ganhou uma reportagem no Jornal do Commércio em 12 de Junho de 2013.

Lecionei, ainda, disciplinas de Teoria da Literatura, Literatura Brasileira eEstudos da obra de Machado de Assis no curso superior de Letras doCESVASF – Centro de Ensino Superior do Vale do São Francisco.
Escritor, tenho três livros escritos ainda inéditos: uma coletânea de contos, um romance policial e um livro infantil.
Em 2014 estreei o BLOG GOTA D’ÁGUA, fazendo desse espaço uma extensão da voz do sofrimento do povo de Petrolândia denunciando descasos, abusos, entrevistando políticos e promovendo um espaço de opinião acerca de temas relacionados ao meio ambiente, educação, cultura e política.
Filiado ao PT desde 2006, hoje faço parte da Frente Popular Petrolândia, instrumento de luta, formado por partidos de esquerda e movimentos sociais, contra as injustiças sociais que tomam conta de nossa Petrolândia. Nossa atual missão é eleger Adriana Gomes e Vilma como a primeira prefeita e vice, respectivamente, da história da cidade, e vereadoras e vereadores comprometidos com nossas bandeiras sociais.


POR QUE QUERO SER VEREADOR?

Junto aos companheir@s da Frente Popular Petrolândia construímos e estamos a construir um projeto político de participação popular.
O futuro dessa e das próximas gerações depende da corresponsabilidade. Do fazer político nas relações comunitárias. Defendemos, portanto, o orçamento participativo, onde as comunidades, junto à gestão, discutem e definem os rumos do orçamento da prefeitura para atender demandas coletivas.
Ninguém melhor que os próprios moradores saber o que lhes é prioridade. Colocar os mais pobres no orçamento e cuidar de seu empoderamento enquanto cidadão de deveres e direitos é o nosso compromisso.
Apresentei-me à disputa por compreender que essa transformação profunda se inicia no legislativo.
É na Câmara de vereadores que damos as condições legais para o executivo realizar as ações necessárias para a melhoria da vida dos cidadãos de Petrolândia. Então ofereço meus esforços e capacidade para vir a ser esse instrumento que liga as necessidades do povo aos dois poderes: legislativo e executivo.

Sob o lema: Por uma Política Inclusiva. Por uma Educação que Liberte, pretendo levar, à câmara de vereadores, discussões fundamentais para os temas inclusão e educação.
Exigir do executivo a reestruturação e modernização tanto do Centro Beethovenquanto das salas de AEE (Atendimento Educacional Especializado) do município, a elaboração e implantação imediata do Plano de Mobilidade Urbana (acessibilidade), e, junto aos parlamentares, exigir que todas as sessões da câmara, audiências, tribunas livres, conferências, tenham o intérprete em libras, assim como as deliberações tenham suas publicações feitas também em braile.
No campo da educação levar ao debate do legislativo e cobrar do executivo, uma nova forma de se promover educação pública municipal: Gestão democrática, formação continuada a todos os educadores, plano de carreira sólido e atrativo, concurso público, creches e escolas em período integral com formação de círculos de ciências, artes, esportes, cultura e resgate histórico de Petrolândia num formato de construção curricular junto à todas as representações comunitárias que compõem a escola: pais, crianças, jovens, grêmios, tod@s @s profissionais da educação.

Construir, junto aos movimentos sociais, sindicatos, coletivos e associações, pautas para reforma agrária, moradia, trabalhista e empoderamento político, além de levar a discussão territorial Petrolândia - Tacaratu que tanto sofrimento leva às comunidades localizadas em suas divisas.

Todas essas atividades, assim como os resultados dos debates e avanços das reivindicações, poderão ser acompanhados em uma plataforma que chamarei Gabinete On Line, espaço onde todos os cidadãos poderão acompanhar nossas atividades no legislativo, além propor projetos de lei, criticar, opinar, denunciar, além de reuniões periódicas organizadas através e assessorias.

Para conhecer mais sobre esses e outros projetos desenvolvidos por nossa frente acesse e acompanhe a página:


Daniel Vereador 13333: https://www.facebook.com/Daniel13333/

Redação do Blog de Assis Ramalho
Com informações: Daniel Filho


0 comentários:

Postar um comentário