sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Petrolândia: Colisão entre carro e moto deixa uma mulher ferida na Avenida Prefeito José Gomes de Avelar

Fotos: Assis Ramalho
  


Uma colisão entre um carro e uma moto, ocorrida na Avenida Auspício Valgueiro de Barros, próximo ao JS Comercial, no centro de Petrolândia, deixou uma mulher ferida, no início da noite desta sexta-feira (12).

A Central de Operações do Corpo de Bombeiros foi acionada e ao chegar no local constatou a colisão entre um automóvel Fiat Strada e uma moto Honda. Com escoriações, a condutora da moto - residente na Quadra 01 -  foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros ao setor de emergência do Hospital Municipal Dr. Francisco Simões de Lima, em Petrolândia.

O motorista do automóvel, residente na Agrovila 02 do bl 01, nada sofreu. ''Eu vinha em pouca velocidade, por que eu só ando devagar, e ela vinha de lá pra cá e, ao cortar um carro, se chocou com o meu'', disse o condutor do Fiat Strada a reportagem do Blog de Assis Ramalho e da Web Rádio Petrolândia, enquanto aguardava a polícia para fazer a perícia.

Por conta do acidente, o trânsito na avenida foi interrompido por populares. Até o fechamento desta matéria não havia informações mais detalhadas sobre o estado de saúde da motociclista.

Atropelamento na Avenida dos Três Poderes

No início da tarde, foi registrado o atropelamento de uma mulher, conhecida como Lili, atingida por um automóvel ao tentar atravessar a faixa de pedestres situada entre a frente da Câmara Municipal e a Banca de Revistas Alumiar, na Avenida dos Três Poderes. Atravessar a pista no local é perigoso, por que motoristas insistem em estacionar em frente à Prefeitura e à Câmara, tirando a visão de motoristas e pedestres para o uso seguro da faixa.

Lili foi socorrida ao Hospital Municipal Dr. Francisco Simões de Lima, passou por exames, inclusive raio X, foi medicada e liberada para voltar à sua residência. No WhatsApp, pediram que fosse divulgado que ela estava bem, o raio X não acusou lesões e ela não seria encaminhada para lugar nenhum (para atendimento médico fora da cidade), para desmentir boatos que já circulavam nas redes sociais: "espalhem aí, porque já deram ela como morta nos grupos (de WhatsApp".

Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos: Assis Ramalho


0 comentários:

Postar um comentário