quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Pentatlo começa nesta quinta com a pernambucana Yane Marques mirando medalha

Yane (ao fundo) conquistou com a medalha de bronze em Londres (Foto: Alexander Hassenstein / Getty Images)

A Olimpíada do Rio de Janeiro já está na reta final, mas alguns atletas sequer iniciaram a competição. Somente nesta quinta-feira, 13º dia dos Jogos, o pentatlo moderno começa a ser disputado. E com boas chances para o Brasil melhorar a sua posição no quadro de medalhas, já que Yane Marques é uma das favoritas. No masculino, o jovem Felipe Nascimento não aparece entre os principais atletas, mas entrará em ação querendo desfrutar ao máximo a experiência para competições futuras.

O pentatlo moderno será disputado em três dias na Olimpíada, todos no Complexo de Deodoro. Nesta quinta-feira, num dia mais rápido de provas, os competidores se enfrentam numa prova classificatória da esgrima. As mulheres competem no período da manhã e os homens de tarde. A disputa começa, de fato, na sexta-feira, com as mulheres realizando as cinco provas - natação, esgrima bônus, salto (hipismo) e o combinado de corrida e tiro -. Os homens só entram em ação no sábado e o evento nas duas oportunidades deve durar uma média de oito horas.


O pentatlo moderno tem um sistema de disputa de pontos nas três primeiras provas, que são somados para uma melhor colocação na prova final de corrida e tiro.

Esgrima: Todos os atletas se enfrentam na esgrima em disputas de no máximo 1 minuto ou até que o primeiro competidor consiga tocar no adversário. Se o tempo se esgotar e não houver toque, os dois são considerados perdedores.

Natação: Na segunda prova, os atletas precisam nadar uma prova de 200m contra o relógio. Quem fizer o tempo de 2min30s ganha 250 pontos. Cada 0,33s mais rápido rende mais dez pontos ou menos dez caso sejam mais lentos.

Hipismo (salto): Ao contrário do que acontece normalmente no hipismo, a prova no pentatlo moderno não é disputada com cavalos próprios. Os competidores conhecem os seus cavalos por sorteio 20 minutos antes de entrarem em ação. Os atletas entram na disputa com 300 pontos computados, sendo que a pontuação vai caindo a cada toque nos obstáculos.

Tiro e corrida: A ordem de largada na última prova vai ser definida de acordo com a pontuação das três primeiras etapas. Ela consiste em uma corrida de 3.200m, sendo intercalada a cada 800m com um estande de tiro, onde o atleta terá cinco chances ou 50 segundos para acertar o alvo.

O Brasil conta com dois atletas no pentatlo moderno na Olimpíada do Rio de Janeiro. Experiente, a pernambucana Yane Marques disputou os Jogos de Londres e conquistou a medalha de bronze, se tornando também uma das favoritas para a disputa em casa. Também de Pernambuco, o jovem Felipe Nascimento será o representante brasileiro no masculino, mas as pretensões são bem menores, já que está apenas na sua primeira participação olímpica.

Yane Marques não terá vida fácil na briga por uma medalha no Rio de Janeiro, já que conta com pelo menos cinco grandes rivais. Entre as principais concorrentes de Yane por medalhas, estão as duas campeãs olímpicas Laura Asadauskaite, da Lituânia, e Lena Schöneborn, da Alemanha e as campeãs mundiais Sarolta Kovacs, Samantha Murray e Qian Chen.

No masculino, os grandes concorrentes por uma medalha são David Svoboda (RTC), Zhongrong Cao (CHI), Adam Marosi (HUN), Valentin Belaud (FRA), Pavlo Tymoshchenko (UCR), Justinas Kinderis (LIT) e Aleksander Lesun (RUS).


0 comentários:

Postar um comentário