quinta-feira, 18 de agosto de 2016

No dia 1º de setembro, ocorre o 2º Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação


Neste ano, no dia 1º de setembro, o Papa Francisco vai presidir as Vésperas por ocasião do Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, que ele mesmo instituiu no dia 6 de agosto de 2015, com uma carta ao cardeal Peter Kodwo Appiah Turkson, presidente do Pontifício Conselho Justiça e Paz, e ao cardeal Kurt Koch, presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos.

A reportagem é de Luis Badilla, publicada no sítio Il Sismografo, 13-08-2016. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Como há um ano, será um dia de oração ecumênica, pois, como explicou o Papa Francisco, compartilhando com o Patriarca Ecumênico Bartolomeu as preocupações pelo futuro da criação e "acolhendo a sugestão do seu representante, oMetropolita Ioannis de Pérgamo, que se pronunciou na apresentação da encíclica Laudato si’ sobre o cuidado da casa comum, desejo lhes comunicar que decidi instituir também na Igreja Católica o ‘Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação’, que, a partir do ano corrente, será celebrado no dia 1º de setembro, assim como, há muito tempo, ocorre na Igreja Ortodoxa".

O primeiro dia, em 2015, foi celebrado na Basílica de São Pedro, com a recitação das Vésperas, e a homilia foi lida pelo pregador da Casa Pontifícia, o padre Raniero Cantalamessa.

A carta do Santo Padre continua com reflexões individuais que explicam amplamente o sentido e a relevância da iniciativa:

Uma oportunidade preciosa

"O anual Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação vai oferecer aos fiéis individuais e às comunidades a preciosa oportunidade para renovar a adesão pessoal à própria vocação de guardiões da criação, elevando a Deus o agradecimento pela obra maravilhosa que Ele confiou ao nosso cuidado, invocando a Sua ajuda para a proteção da criação e a Sua misericórdia pelos pecados cometidos contra o mundo em que vivemos. A celebração do dia, na mesma data, com a Igreja Ortodoxa será uma ocasião profícua para testemunhar a nossa crescente comunhão com os irmãos ortodoxos. Vivemos em um tempo em que todos os cristãos enfrentam desafios idênticos e importantes, aos quais, para sermos mais credíveis e eficazes, devemos dar respostas comuns. Por isso, é meu desejo que esse dia possa envolver, de algum modo, também outras Igrejas e Comunidades eclesiais e ser celebrado em sintonia com as iniciativas que o Conselho Mundial de Igrejas promove sobre esse tema."

Ser guardiões da obra de Deus

"Como cristãos, queremos oferecer a nossa contribuição para a superação da crise ecológica que a humanidade está vivendo. Por isso, devemos, acima de tudo, buscar no nosso rico patrimônio espiritual as motivações que alimentam a paixão pelo cuidado da criação, recordando sempre que, para os crentes em Jesus Cristo, Verbo de Deus que se fez homem por nós, ‘espiritualidade não está desligada do próprio corpo nem da natureza ou das realidades deste mundo, mas vive com elas e nelas, em comunhão com tudo o que nos rodeia’ (LS 216). A crise ecológica nos chama, portanto, a uma profunda conversão espiritual: os cristãos são chamados a uma ‘conversão ecológica, que comporta deixar emergir, nas relações com o mundo que os rodeia, todas as consequências do encontro com Jesus” (LS 217). De fato, ‘viver a vocação de guardiões da obra de Deus não é algo de opcional nem um aspecto secundário da experiência cristã, mas parte essencial de uma existência virtuosa’ (idem)."

Ao cardeal Turkson

"Ao senhor, cardeal Turkson, presidente do Pontifício Conselho Justiça e Paz, peço para levar ao conhecimento das Comissões Justiça e Paz das Conferências Episcopais, além das organizações nacionais e internacionais comprometidas em âmbito ecológico, a instituição do Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, de modo que, em harmonia com as exigências e as situações locais, a celebração seja devidamente cuidada com a participação de todo o Povo de Deus: sacerdotes, religiosos, religiosas e fiéis leigos. Para esse efeito, será esforço desse dicastério, em colaboração com as Conferências Episcopais, implementar oportunas iniciativas de promoção e de animação, para que essa celebração anual seja um momento forte de oração, reflexão, conversão e assunção de estilos de vida coerentes."

Ao cardeal Koch

"Ao senhor, cardeal Koch, presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, peço para fazer os contatos necessários com o Patriarcado Ecumênico e com as outras realidades ecumênicas, para que tal Dia Mundial possa se tornar sinal de um caminho percorrido junto com todos crentes em Cristo. Além disso, será esforço desse dicastério cuidar da coordenação com iniciativas semelhantes empreendidas pelo Conselho Mundial de Igrejas. Enquanto desejo a maior ampla colaboração para o melhor início e desenvolvimento do Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, invoco a intercessão da Mãe de Deus, Maria Santíssima, e deSão Francisco de Assis, cujo Cântico das Criaturas inspira tantos homens e mulheres de boa vontade a viverem no louvor do Criador e no respeito pela criação. Avaliza estes votos a Bênção Apostólica, que, de coração, concedo a vocês, Senhores Cardeais, e àqueles que colaboram no seu ministério."

IHU On-Line/Adital


0 comentários:

Postar um comentário