sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Infância é a melhor fase para aprender novo idioma, apontam estudos

Cientistas comprovam que o cérebro está mais propenso ao processo de aperfeiçoamento da linguagem entre dois e quatro anos de idade

Aplicada não apenas ao âmbito profissional, a fluência em outra língua pode proporcionar experiências incríveis. A melhor fase para começar a aprender um novo idioma é durante a infância, de acordo com cientistas do Kings College em Londres, e da Brown University em Rhode Island.

Os profissionais estudaram 108 crianças com desenvolvimento cerebral normal, com idades entre um e seis anos, e descobriram que antes dos quatro anos de idade, quando ligações entre neurônios se desenvolvem para processar novas palavras, as influências exteriores exercem maior impacto sobre os pequenos. A pesquisa, publicada no The Journal of Neuroscience, comprova que o cérebro está mais propenso ao processo de aperfeiçoamento da linguagem entre dois e quatro anos de idade.



Pesquisas positivas relacionadas ao bilinguismo na infância surgem em contrapartida às frequentes discussões que apontam a prática como um atraso no desenvolvimento infantil. "A ideia de que um novo idioma pode confundir as crianças é a mais frequente entre os pais, mas não está correta. Muitos neurocientistas, de todo o mundo, já provaram que um novo idioma só ajuda. Com a nova língua eles (as crianças) ganham mais facilidade em aprender novas palavras", exemplifica Lourdes, que é psicopedagoga e coordenadora do programa bilíngue no CEAV Jr, escola especializada em ensino infantil do Distrito Federal.

Na escola, que atende apenas crianças com idade entre um ano e meio e sete ano, o projeto Bilingual Program Pearson insere o inglês como novo idioma ainda na educação infantil, a partir dos três anos. O programa não limita-se somente ao idioma, inclui conteúdos disciplinares (matemática, literatura e ciências) na língua inglesa. O material adotado é o mesmo utilizado em escolas inglesas, o que favorece o bilinguismo, promove a proficiência em duas línguas e até o aumento da capacidade do aprendizado geral.

A imersão de crianças em um ambiente bilíngue oferece diversos benefícios ao desenvolvimento infantil. Entre eles estão a melhora da fala e articulação, aumento da percepção auditiva, aprimora a estruturação do pensamento, além de apresentar um novo mundo com diferentes expressões e culturas.

Objetiva


0 comentários:

Postar um comentário