segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Governo do Estado e MPPE lançam campanha a jovens doadores de sangue


Para incentivar jovens a partir dos 16 anos a se tornarem doadores de sangue, o Governo do Estado e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) lançam, nesta segunda-feira (29/08), a partir das 8h30, a campanha Educar para doação de Sangue. O evento será realizado na Escola Estadual Dom Bosco, localizada na Estrada do Arraial, em Casa Amarela, e contará com a presença de alunos e professores.

A iniciativa é uma parceria da Secretaria Estadual de Saúde (SES), por meio da Fundação Hemope, com a Secretaria de Educação do Estado (SEE), e faz parte do Projeto Doador do Futuro do Hemope, que busca informar e sensibilizar os jovens sobre a importância de doar sangue regularmente. Na ocasião, cerca de 50 professores e coordenadores de diversas escolas estaduais serão capacitados como agentes multiplicadores da doação de sangue.

“A nossa expectativa é conscientizar o professor para a importância de se trabalhar, em sala de aula, a necessidade de incentivar os jovens alunos a se tornarem, no futuro, doadores de sangue. Assim, esperamos ainda ter doadores de sangue mais informados e conscientes”, ressalta a diretora de Hemoterapia do Hemope, Anna Fausta Cavalcante.

De acordo com a legislação brasileira, para doar sangue, o doador precisa ter a idade mínima de 16 anos. Os menores de 18 anos precisam estar acompanhados de um dos pais ou responsável legal durante o processo. É importante lembrar ainda que o peso mínimo para a doação de sangue é de 50kg.

Campanha – Para fortalecer a divulgação da ação, também será lançada uma campanha publicitária, criada pela agência de publicidade Blackninja, que reúne filme cartelado para internet e apresentação em sala de aula, cartazes, folders (para professores e alunos), posts para redes sociais (facebook, instagram e twitter), adesivos para banheiro, além de peças-brindes como camiseta e porta-lápis com a marca do projeto.

MPPE - A ação Educar para doação de sangue surgiu de uma demanda provocada pela Promotoria de Direitos Humanos do Ministério Público de Pernambuco. De acordo com o promotor Westei Conde, a Promotoria achou importante solicitar a campanha para que, no futuro, a população tenha uma maior consciência e responsabilidade quanto à doação de sangue, em especial, para a segurança de quem recebe a transfusão de sangue.

Secretaria-Executiva de Atenção à Saúde/Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco


0 comentários:

Postar um comentário