quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Comitê viabiliza Mostra de Cinema Ambiental em Penedo


A cidade de Penedo (AL), localizada às margens do rio São Francisco, volta a receber três grandes eventos voltados para os amantes da chamada Sétima Arte. De 29 de novembro e 3 de dezembro, acontece o Festival de Cinema Brasileiro; o Festival de Cinema Universitário de Alagoas; e a Mostra Velho Chico de Cinema Ambiental. Esta última contará, nesta sua terceira edição, com o apoio institucional do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco.

A Mostra Velho Chico acontece num momento em que a principal discussão em relação ao rio é a revitalização, motivo pelo qual os filmes inscritos poderão representar uma grande contribuição para o debate do tema. Os filmes ou documentários podem ser de ficção ou documentário, com temáticas relacionadas às questões hídricas de modo geral; à vida das populações ribeirinhas ou a quaisquer abordagens socioculturais e socioambientais dos municípios pertencentes às diferentes regiões do rio.

Conforme explica o coordenador da programação, o professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Sérgio Onofre, o evento (que vem sendo realizado há dois anos) tem possibilitado aos jovens estudantes a apresentação daquilo que foi produzido com foco nas questões ambientais e de debates sobre as temáticas do São Francisco. “O apoio do Comitê foi fundamental para que pudéssemos viabilizar esse evento. Estaremos contribuindo para o debate em favor da preservação e recuperação do rio”, acrescenta.

Polo de cinema

Acontecerá também em Penedo o Festival de Cinema Brasileiro, que deixou de ser realizado em 1982, e retoma este ano com toda a força, com competição entre curta-metragens com duração máxima de 25 minutos, sobre temas variados. Já o Festival de Cinema Universitário reunirá obras produzidas nas instituições de ensino superior e escolas técnicas de Cinema de qualquer parte do país.

O coordenador Sérgio Onofre observa que todas essas realizações cinematográficas representam o resgate de uma tradição cultural do município de Penedo, o que anima os produtores e a própria população da cidade. “Acreditamos que Penedo pode voltar a ser um grande polo do cinema nacional”, espera Onofre.

Assessoria de Comunicação do CBHSF


0 comentários:

Postar um comentário