segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Cepe lança livro que resgata importante capítulo da história ferroviária do Estado

A primeira ferrovia inglesa no Brasil – The Recife-São Francisco Railway, de Josemir Camilo de Melo, será lançado às 15h do próximo dia 16, no Museu do Trem

“Essa missão francesa seria gradativamente destronada a partir dos anos 1850, com a construção da Recife-São Francisco Railway, quando os engenheiros ingleses começaram a substituir a influência francesa”. Como neste trecho do primeiro capítulo, “O Recife de antes (diante?) da modernização”, o livro A primeira ferrovia inglesa no Brasil – The Recife-São Francisco Railway, de Josemir Camilo de Melo, é rico em informações históricas, inserindo num amplo contexto o início da evolução tecnológica dos meios de transporte no Brasil.

No caso acima, a obra mostra um momento importante da história brasileira e, principalmente, da pernambucana: aquele em que a influência inglesa começou a ficar mais forte que a francesa. Isso, devido a, entre outros motivos, o fato de a primeira ferrovia do Estado ter sido construída por uma empresa da Inglaterra, a The Recife and San Francisco Pernambuco Railway Company (RSFR), criada especificamente para a construção de ferrovias no país e que trouxe com ela grande número de profissionais de engenharia. A “missão francesa” acima citada era liderada por Louis-Léger Vauthier, que, a convite do Conde da Boa Vista, realizou obras que ainda hoje figuram entre as mais importantes do patrimônio arquitetônico pernambucano, como o Teatro de Santa Isabel e o casarão que hoje abriga a Academia Pernambucana de Letras.

Doutor em História pela UFPE, Josemir Camilo, para produzir o livro, pesquisou em várias instituições do Brasil e da Inglaterra, a exemplo do Arquivo Público Jordão Emereciano, em Pernambuco; do Arquivo Nacional, no Rio de Janeiro; da London School of Economics e do Public Records Office. Entre muitos outros dados interessantes levantados junto às diversas fontes documentais, está o fato de que os primeiros investimentos em estrada de ferro estão estreitamente ligados à proibição do tráfico negreiro em 1850. Com a aprovação da Lei Eusébio de Queirós, neste ano, os capitais utilizados na compra de escravos migraram para a construção de ferrovias, que promoveram profundas mudanças nos âmbitos econômico, social e cultural.

O livro A primeira ferrovia inglesa no Brasil será lançado às 15h do próximo dia 16, no Museu do Trem, localizado na Estação Central Capiba, bairro de São José, Centro do Recife.

Preço do livro: R$ 40,00 no lançamento e R$ 50,00 nas livrarias.

Assessoria de Imprensa CEPE


0 comentários:

Postar um comentário