sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Casa do Estudante de Pernambuco poderá receber recursos de emenda parlamentar

Casa do Estudante de Pernambuco (Foto: Leia Já)

A deputada Socorro Pimentel (PSL) declarou, nesta quinta (11), na Assembleia Legislativa, que reservará R$ 200 mil do Orçamento do Estado em 2017 , por meio de emenda parlamentar, para a construção do alojamento feminino da Casa do Estudante de Pernambuco (CEP), no Derby, Região Central do Recife. O anúncio foi feito durante Grande Expediente Especial, realizado por solicitação da parlamentar, em comemoração aos 85 anos da entidade.

“Em nome dos sócios da Casa do Estudante, agradeço pela iniciativa”, disse o presidente da instituição, Mário Rocha, que afirmou ser esse “um sonho antigo” dos parceiros da entidade. Segundo Rocha, o projeto existe há oito anos e nunca foi executado por falta de recursos para reformar o prédio anexo à CEP, doado pela União em 2013. A obra está estimada em R$ 450 mil, e, quando concluída, deverá abrigar 50 mulheres vindas do Interior para estudar na capital. Pela inexistência de acomodações, atualmente 92 alunas fazem apenas as refeições na Casa, além de contarem com assistência odontológica e estudantil.

Uma delas é Anne Carolina da Silva, que cursa Direito na Universidade Federal de Pernambuco e que chamou a atenção para a importância do apoio prestado pela CEP. “Como mulher e sertaneja não podia deixar de lembrar que, mais do que eu, que já tenho a oportunidade de estar na universidade, outras precisam ainda mais da Casa do Estudante”, alertou. “Muitas sequer realizam o sonho de estudar, por falta de oportunidades. Queremos mais espaço”, afirmou.

A deputada Teresa Leitão (PT), que presidiu a reunião, parabenizou a entidade pela missão desempenhada há mais de oito décadas. “Mesmo se um dia tivermos faculdades em todas as cidades, a casa do estudante permanecerá”, discursou. “É um centro que agrega e contribui para a formação, não apenas acadêmica, mas sobretudo social, política e humana.”

Para garantir os recursos da reforma, Socorro Pimentel prometeu apresentar emenda ao Projeto da Lei Orçamentária Anual de 2017 – cuja tramitação na Assembleia Legislativa se inicia no próximo mês de outubro. Durante a apreciação do Orçamento na Casa, cada deputado pode destinar, ao seu critério, até R$ 1,4 milhões para ações de áreas como saúde, educação e segurança pública. “Esta é uma tentativa de suprir uma dívida de 85 anos do Estado com as mulheres do Interior”, observou a parlamentar.

Alepe


0 comentários:

Postar um comentário