terça-feira, 23 de agosto de 2016

Campus Grajaú do IF do Maranhão é inaugurado com capacidade para atender 1,2 mil alunos

Marcos Viegas, titular da SETEC, participou da inauguração do novo campus do IFMA (Fotos: Setec/Divulgação)

Um total de 1.200 alunos em três turnos, 70 professores e 45 técnicos-administrativos. Essa é a capacidade de oferta do Campus Grajaú do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA), inaugurado na sexta-feira, 19, pelo MEC, que investiu R$ 8,5 milhões na obra. O ministro da Educação, Mendonça Filho, foi representado no ato pelo secretário de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC, Marcos Viegas. “A entrega da unidade de Grajaú revela o esforço do MEC para promover o desenvolvimento da educação profissional em todo o território nacional”, declarou o secretário. Também estiveram presentes o reitor do IFMA, Francisco Roberto Brandão Ferreira, e o vice-governador do Maranhão, Carlos Orleans Brandão Júnior.

Os primeiros alunos regulares ingressaram já neste mês. Nesta primeira fase, foram ofertadas 120 vagas para os cursos técnicos subsequentes - oferecidos a quem já concluiu o ensino fundamental e tenha concluído ou esteja cursando no mínimo o segundo ano do ensino médio – de agronegócio, administração e informática.

O Campus Grajaú foi planejado para beneficiar mais de 150 mil habitantes, considerando Grajaú, com aproximadamente 60 mil, e os municípios circunvizinhos de Amarante do Maranhão, Arame, Fernando Falcão, Formosa da Serra Negra, Itaipava do Grajaú, Lajeado Novo e Jenipapo dos Vieiras.

Com a entrega da nova unidade – que possui blocos para as atividades de gestão, ensino, 11 salas de aula, cinco salas para atividades laboratoriais, refeitório e auditório com 280 lugares –, o IFMA totaliza 26 campi, sendo dois em fase de implantação. A instituição ainda possui três núcleos avançados, três campi avançados e um Centro de Vocação Tecnológica, esse em fase de implantação.

O Campus Grajaú do IFMA recebeu portaria de autorização de funcionamento em outubro de 2013.

Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica – Ministério da Educação


0 comentários:

Postar um comentário