sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Câmara técnica discute metodologia de cobrança das águas do rio São Francisco



Discutir um novo modelo na metodologia de cobrança pelo uso da água bruta do rio São Francisco. Essa foi a pauta da reunião realizada pela Câmara Técnica de Outorga e Cobrança (CTOC), do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, nesta quinta-feira (18.08), no auditório do Hotel Ponta Verde, em Maceió (AL). A empresa Gama Engenharia, contratada por licitação para este fim, apresentou os primeiros passos do trabalho, que é o modelo flexível de cobrança.

Para chegar a essa sugestão, a empresa apresentou modelos de metodologia de cobrança em comitês de rios federais e estaduais. O diretor técnico da agência delegatária do Comitê, a AGB Peixe Vivo, Alberto Simon, explicou que os modelos aplicados por outros Comitês servirão de base para a definição daquele que será implantado no âmbito da bacia do São Francisco. “Será necessário verificar o impacto da cobrança nos custos da produção”, considerou Simon.



O coordenador da CTOC, Renato Junio Constâncio, explicou que a atualização é necessária, pois o sistema que vigora atualmente apresenta uma fórmula básica, adotada desde quando a cobrança pelo uso da água foi implementada. “Desde quando começou a vigorar a cobrança no CBHSF, há mais de dez anos, outros comitês passaram a seguir o mesmo caminho, com modelos diferentes, daí a necessidade de promover a atualização”, explicou Constâncio.

O coordenador disse que o trabalho da CTOC será intensificado a partir de agora, com realização de oficinas setoriais com todos os usuários da bacia do São Francisco. Nesses encontros, será apresentada a sugestão da Gama Engenharia como um dos modelos da cobrança, entre os meses de agosto e setembro. “Esse modelo será disponibilizado pela empresa para que possamos simular, com cada segmento, sua efetividade”, afirmou.

O resultado dessa etapa será apresentado e discutido na próxima reunião da CTOC, nos dias 10 e 11 de outubro, em Salvador (BA), em local a ser definido.

ASCOM – Assessoria de Comunicação do CBHSF


0 comentários:

Postar um comentário