terça-feira, 26 de julho de 2016

Site oferece alternativa aos programas educacionais do governo

Bolsas de estudos em mais de 550 faculdades de todo o país (com descontos de até 70%) é alternativa para alunos que não conseguem pagar o valor integral das mensalidades e também supre necessidade das faculdades de preencherem vagas ociosas

Na última semana, a Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior (ABMES) divulgou um estudo que mostra que 50,5% dos jovens que pretendem ingressar em um curso superior não têm condições de pagar as mensalidades e precisam da ajuda de programas do governo.

Poucos dias antes, foi publicado no Diário Oficial da União a Medida Provisória 741, que estabelece que as instituições privadas de ensino deverão pagar a taxa administrativa dos bancos na concessão do Fies, acrescentando um custo de 2% sobre o valor dos encargos educacionais liberados.

Para o segundo semestre de 2016 (2016.2), foram abertas 75 mil vagas pelo Fies, uma redução de 70% em relação às vagas disponibilizadas no mesmo período do ano anterior. As inscrições dos selecionados para o Fies em 2016.2 acabaram na semana passada, e com a diminuição das vagas, o acesso dos alunos ao ensino superior diminui, assim como a captação das faculdades.

Enquanto isso, existem sites que oferecem alternativas para os alunos que pretendem iniciar uma faculdade, mas não têm recursos e não conseguiram ajuda do governo. É o caso do Quero Bolsa, site que reúne bolsas de estudos em mais de 550 faculdades de todo o país (com descontos de até 70%) e oferece uma alternativa aos alunos que não conseguem pagar o valor integral das mensalidades, e também supre a necessidade das faculdades de preencherem vagas ociosas. No segundo semestre de 2016, o site oferece mais de 450 mil bolsas de estudos, enquanto no mesmo período do ano passado ofereceu 240 mil bolsas, quase metade. Em 2016.2, até agora, foram quase 14 mil alunos beneficiados pelo site, enquanto no ano passado foram 7,5 mil alunos matriculados com bolsas para o segundo semestre. Desde sua criação, o site já ajudou mais de 70 mil alunos a realizarem o sonho de cursar o ensino superior.

O que acha de falar sobre o tema? Temos especialistas que podem falar sobre o aumento pela procura de bolsas de estudos, o interesse das faculdades em oferecer descontos para preencher as vagas ociosas e as movimentações do mercado de educação no país.

Por Emeline Domingues/NR-7 Comunicação


0 comentários:

Postar um comentário