quarta-feira, 27 de julho de 2016

Sesi/PE orienta empresas e pessoas a prevenir acidentes de trabalho no Sertão

Acidentes de trabalho atingem 700 mil pessoas no Brasil mas poderiam ser evitados com medidas simples (Foto: Divulgação/Imprensa SESI-PE)

Dia 27 de julho é o Dia Nacional de Prevenção aos Acidentes de Trabalho. Uma data importante, porque no Brasil, mais de 700 mil pessoas sofrem acidentes de trabalho por ano e outras 15 mil pessoas são afastadas por causa de doenças desenvolvidas devido às atividades profissionais, de acordo com a pesquisa mais recente da Previdência do Trabalho, realizada em 2014, e divulgada neste ano. Isso gera um custo de mais de R$ 10 bilhões por ano com indenizações e tratamentos decorrentes de acidentes de trabalho ao INSS. No entanto, especialistas indicam que a maioria desses problemas poderiam ser facilmente resolvidos com a adoção de medidas simples, tanto por parte de empresas quanto de trabalhadores.

Com 70 anos de expertise em soluções de Segurança e Saúde no Trabalho (SST) epremiada seis anos consecutivos com o prêmio Marca Brasil, referência nacional na área, o Serviço Social da Indústria de Pernambuco (Sesi/PE) oferece orientações para empresas e trabalhadores de como evitar acidentes e proteger a saúde no Agreste.Apenas no segmento de SST, o Sesi disponibiliza 17 cursos gratuitos online para trabalhadores e demais pessoas interessadas em proteção à saúde e acidentes de trabalho. As inscrições podem ser realizadas diretamente no site www.pe.sesi.org.br.

Outro investimento do Sesi para evitar acidentes de trabalho é a oferta da Educação de Jovens de Adultos (EJA), o antigo supletivo, com preços subsidiados, cujas inscrições seguem até sexta-feira (29), no Sesi Petrolina. Isso porque o trabalhador com menos de 10 anos de estudo sofre mais acidentes, de acordo com pesquisa conjunta do Ministério do Trabalho e da Previdência Social.

Já para as empresas, a instituição pretende realizar 34 mil atendimentos até o final do ano em Segurança e Saúde no Trabalho (SST), esclarecendo sobre as medidas necessárias para cumprir a legislação em busca de proteger a saúde do trabalhador e tornar o ambiente de trabalho seguro, e evitar multas e outros prejuízos (aumento de custos com trabalhadores afastados, absenteísmo, etc). As Unidades de Araripina, Petrolina e em Trindade oferecem os programas: Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), de Prevenção de Perda Auditiva (PPA) e Proteção Respiratória (PPR), medicina ocupacional, consultorias e laudos técnicos.

“Com essa iniciativa pretendemos evitar conflitos desnecessários entre empresas e trabalhadores e reduzir os custos para a sociedade como um todo, já que quanto mais ocorrem os acidentes de trabalho, mais impostos são repassados para a população,obrigada a arcar com os custos dos benefícios previdenciários”, afirma o superintendente do Sesi/PE, Nilo Simões. Pesquisa do Sesi mostra que cada R$ 1,00 investido em prevenção de acidentes, empresas têm um retorno de R$ 4,00 (que deixam de ser gastos em faltas e recuperação do trabalhador).

Mais informações pelos telefones (87) 3873-1087 (Araripina) e (87) 3861-1369 (Petrolina), pelo e-mail relacionamento@pe.sesi.org.br ou pelo WhatsApp (81) 9.8829.3330.

Rochélle Alves/Assessoria de Imprensa SESI-PE


0 comentários:

Postar um comentário