quarta-feira, 20 de julho de 2016

Prefeito será investigado por distribuir dinheiro em via pública no Sertão de PE


Imagem do prefeito de Cedro que jogou dinheiro para a população (Foto: Reprodução)

O prefeito de Cedro, no Sertão de Pernambuco, Josenildo Leite Soares, será investigado pela Procuradoria Regional Eleitoral de Pernambuco, por distribuir dinheiro em via pública para a população. O caso ocorreu na sexta-feira (15), data de início da tradicional Festa do Milho do município.

A ação foi filmada e publicada na internet. No vídeo é possível ver um aglomerado de gente, em uma rua da cidade, enquanto o prefeito fala em um microfone. Ele anuncia que vai 'jogar' R$ 100. “A gente vai jogar aqui. Os meninos podem participar. Você que está aí do outro lado também pode vir. Vou jogar agora, vou contar até três. Quem vier, quem tiver aí na feira também pode participar, aqui no meio. Quem quer pegar R$ 100 ai? Quem está com dinheiro para ir para a festa ai? Vou jogar agora ai no meio. Vou contar um, dois, três e vou jogar”, diz o prefeito nas imagens.

Na continuação do vídeo, o gestor diz que trata-se simplesmente de uma brincadeira. “Essa é a divulgação da 16ª Festa do Milho. Esta é apenas uma brincadeira que a gente está fazendo para mobilizar, divulgar a festa. O primeiro dia inicia hoje. Hoje e amanhã a festa é totalmente de graça. E no último dia a contribuição não é nem um quilo de feijão, custa apenas R$ 10, para você ver o show de Pablo e Dorgival”, fala no vídeo. Logo em seguida, o prefeito joga o dinheiro para a população.

Em nota, a Procuradoria Regional Eleitoral em Pernambuco informou que vai instaurar procedimento para apurar o fato relacionado ao prefeito de Cedro. Na nota consta ainda que após a apuração do fato será possível conhecer as providências que serão adotadas em relação ao caso.

Por telefone, o prefeito Josenildo Leite Soares, disse que ele resolveu fazer um sorteio na sexta, para a divulgação da Festa do Milho, em que perguntaria qual era a melhor atração da Festa. Porém os moradores teriam pedido para que ele jogasse o dinheiro de fato. O prefeito afirmou ainda que jogou uma quantia de R$ 200 dele próprio. Ele disse que ainda não foi procurado por nenhuma órgão, nem o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ou mesmo pela Procuradoria, e que a ação não teve nenhuma intenção política, pois não é candidato e não apoia ninguém, mas que se tiver que responder por alguma coisa irá responder, porém não viu nenhum problema.

Taisa Alencar/G1 Petrolina


0 comentários:

Postar um comentário