quarta-feira, 27 de julho de 2016

Moradores de Vilas Produtivas do Projeto São Francisco participam de capacitações

Desde o início da obra, mais de sete mil pessoas passaram por várias oficinas promovidas pelo Ministério da Integração Nacional.

Discutir e transmitir informações sobre cidadania e como viver de modo sustentável, coletivo e com qualidade de vida, dentro da realidade local. Esses são os objetivos das capacitações promovidas pelo Ministério da Integração Nacional para as famílias que viviam na faixa da obra do Projeto de Integração do Rio São Francisco e que foram reassentadas em Vilas Produtivas Rurais (VPRs).

Nesta quarta-feira (27), mais 40 famílias participaram da oficina de “Planejamento com sustentabilidade”, na VPR Salão, localizada no município pernambucano de Sertânia. Na quinta-feira (28), os encontros ocorrerão nos conjuntos habitacionais de Lafayette, em São José de Piranhas (PB); e Baixio dos Grandes, em Cabrobó (PE), com expectativa de atender aproximadamente 144 famílias. Os cursos integram um conjunto de ações promovidas pelo Ministério para fortalecer as inter-relações sociais, econômicas e ambientais dos novos moradores das VPRs.

Para a agricultora Jusefa Trajano, moradora da Vila Produtiva Bartolomeu, na Paraíba, a reunião foi proveitosa. “As informações passadas foram amplas e claras para entendermos o assunto. Todos interagiram, participaram e colocaram seus problemas. Temos bastante dificuldade e, hoje recebemos informação de como buscar os órgãos competentes e como chegar aos resultados”, destacou durante a atividade do mesmo tema ministrada na última semana (21).

Realizadas em fases e módulos diferenciados, as ações abrangem outros temas como mobilização, participação social e organização comunitária, produção e sustentabilidade das relações institucionais e implementação de projetos. A intenção é promover o fortalecimento, o protagonismo e a autonomia das 848 famílias que são atendidas pelo programa ambiental “Reassentamento de populações”, um dos 38 executados pelo Projeto São Francisco.

Desde 2010, mais de sete mil pessoas foram contempladas com 194 oficinas. Deste total, somente neste ano as equipes do ministério realizaram 38 cursos, que beneficiaram 1.388 pessoas. Tanto as famílias que já foram reassentadas nas Vilas Produtivas Rurais e os futuros moradores participam dos encontros.

Vilas Produtivas

Atualmente, 623 famílias já estão reassentadas em 16 Vilas Produtivas Rurais em Pernambuco, Ceará e Paraíba. No total, o Projeto São Francisco beneficiará 848 famílias em 18 vilas nesses Estados. Os dois conjuntos habitacionais restantes estão localizados no Ceará e deverão ser entregues até o fim do ano.

As vilas possuem casas com 99 m², rede de água, esgoto e energia elétrica instalada, além de posto de saúde, escola, espaço de lazer - praça e campo de futebol - e áreas destinadas ao comércio. Os moradores também recebem um setor produtivo com, no mínimo, cinco hectares por família, sendo um hectare destinado à irrigação.

Garantia de água

O Projeto São Francisco é uma prioridade do governo federal. A obra está com 88,4% de avanço e conta com mais de 9,3 mil trabalhadores nos dois eixos de transferência de água: Norte e Leste. Quando concluído, o empreendimento vai assegurar o abastecimento regular de 12 milhões de pessoas em 390 municípios em Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Integração Nacional


0 comentários:

Postar um comentário