quarta-feira, 20 de julho de 2016

Jovens de Petrolina recebem capacitação em fruticultura

A ação é resultado de parceria entre o Senar e a empresa Queiroz Galvão (Foto: Divulgação)

Teve início nesta segunda - feira (18), em Petrolina, a primeira turma de 2016, do curso Trabalhadores Agrícolas na Fruticultura. A capacitação, gratuita, vai habilitar 30 alunos beneficiários do Programa Jovem Aprendiz do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/PE).

Com uma carga horária de 800 horas de aulas teóricas e prática, a iniciativa possibilita a formação técnico-profissional, visando a inserção de adolescentes e jovens, com idade entre 18 e 24 anos, no mercado de trabalho. As aulas acontecem de segunda-feira a sexta-feira.

Para quem pensa em seguir carreira, o superintendente do Senar /PE, Adriano Moraes, orienta: “Assim que formados, os aprendizes estarão habilitados para atuar nas atividades agrícolas de produção e exportação de frutas, em especial de uva e manga, em Petrolina”.

O programa é dividido em três etapas: o Núcleo Básico, onde são trabalhadas as competências de formação geral do trabalhador; o Núcleo Específico, com o estudo das competências técnicas da área e no terceiro momento, os aprendizes têm a oportunidade de conviver, na prática, com as tarefas pertinentes à ocupação, no âmbito da empresa contratante.

O Jovem Aprendiz contempla empresas agropecuárias em todo o Estado. Ao todo, mais de 30 instituições pernambucanas já aderiram ao programa, implantado desde 2012.

De Petrolina para o mundo - O investimento da empresa Queiroz Galvão na área de produção de alimentos alcança faturamento médio de R$ 180 milhões, graças a adoção de técnicas modernas de produção e gestão, que resultam na oferta de produtos de alta qualidade aos mercados interno e internacional.

Na Fazenda Timbaúba, em Petrolina, a Queiroz Galvão Alimentos produz as uvas da marca Timbaúva, que são frutas do tipo premium, entes produzidas prioritariamente para exportação. Porém, em 2013, cerca de 40% de sua produção foi destinada ao mercado interno.

As frutas da marca alimentícia já são comercializadas nos Estados Unidos, Canadá e em diversos países da Europa e da África. O grande salto da empresa foi expansão da exportação de concentrados de sucos para novas praças: Israel, Turquia, Chipre, Cingapura e Uruguai, também em 2013.

Marina Lima/Assessoria de Comunicação e Eventos Sistema Faepe/ Senar - PE


0 comentários:

Postar um comentário