quarta-feira, 27 de julho de 2016

Hospital Agamenon Magalhães adota novo fluxo de agendamento de atendimentos a partir de agosto


Para facilitar o acesso aos serviços de saúde do SUS e agilizar a marcação de consultas no ambulatório do Hospital Agamenon Magalhães (HAM), a partir do mês de agosto, será instituído um novo fluxo para o agendamento de atendimentos de primeira vez para diversas especialidades. A mudança será válida para os pacientes com encaminhamentos para as áreas de cardiologia adulto e infantil, cirurgia geral, cirurgia plástica, cirurgia vascular, endocrinologia adulto e infantil, endocrinologia (bariátrica, pé diabético), ginecologia cirúrgica, otorrinolaringologia e pré-­natal de alto risco.

As consultas para essas especialidades, quando marcadas pela primeira vez, serão reguladas por meio da Gerência de Regulação Ambulatorial, vinculada à Secretaria Estadual de Saúde (SES). Assim, o agendamento será feito pelas secretarias municipais de saúde ou unidades de saúde da família, onde reside o usuário, após a inserção da solicitação no sistema. "O perfil para atendimento em nossa unidade nestas especialidades foi pactuado entre Central de Regulação e nossa instituição. As cotas são distribuídas para todas as regionais de saúde, de acordo com a fila de espera e agenda ofertada mensalmente pelo hospital", comenta a superintendente Médica do HAM, Ângela Lannia.

Já as marcações de retorno continuarão sendo feitas, em sua maioria, pelo telefone 0800.281.2025. As ligações devem ser feitas de telefone fixo e são agendadas em um mês e realizadas no mês seguinte. A divulgação das datas de marcação por especialidade/exames é divulgada na primeira semana de cada mês, quando o 0800 fica disponível para tirar qualquer dúvida. No caso das consultas de retorno para o pré­-natal de alto risco, além da marcação pelo 0800 também poderá ser feita de forma presencial, e para os egressos da endocrinologia, o agendamento será através da Gerência de Regulação Ambulatorial.

Números ­- O HAM atende mais de 5 mil pacientes/mês nas suas quatro emergências; mais de 10 mil consultas ambulatoriais/mês no ambulatório de especialidades. São 400 leitos disponíveis para a população. Uma das principais áreas de referência é a cardiologia, área na qual ele é credenciado pelo Ministério da Saúde como Centro de Referência de Alta Complexidade em Cardiologia; maternidade de alto risco contribuindo de forma importante com a Rede Materno Infantil do Estado, além de ser credenciado pelo Ministério da Saúde (MS) como de alta complexidade em saúde auditiva.

Secretaria-Executiva de Atenção à Saúde/Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco


0 comentários:

Postar um comentário