Custom Search
quinta-feira, 29 de agosto de 2013

'Operação Faxina' em Petrolândia: Dr. Roberto Fonseca, Delegado de Polícia Civil, é entrevistado pelo Blog de Assis Ramalho

Dr. Roberto Fonseca, Delegado de Polícia Civil em Petrolândia
Fotos: Assis Ramalho
Equipe da Polícia Civil
Dr. Roberto Fonseca entrevistado pela TV Asa Branca
Grande movimento de curiosos em frente à Delegacia
No início da manhã desta quinta-feira (29), a Polícia Civil e a Polícia Militar de Pernambuco deflagaram a Operação Faxina, com a prisão de suspeitos de tráfico de entorpecentes na cidade de Petrolândia, no Sertão de Itaparica.

Durante toda a manhã, muitos curiosos acorreram à Delegacia de Polícia e a cidade recebeu a reportagem da TV Asa Branca, afiliada da Rede Globo, para noticiar o caso.

De acordo com o delegado de Petrolândia, Dr. Roberto Fonseca, foram cumpridos 19 mandados de prisão, há quatro mandados em diligência, e há outro grupo de suspeitos sob investigação. Também segundo o Delegado, os processos estão sob segredo de Justiça.

A reportagem do Blog de Assis Ramalho entrevistou o Delegado de Polícia Civil de Petrolândia, Dr. Roberto Fonseca, sobre a operação em andamento.

Perguntamos como foi iniciada a Operação Faxina:

Dr. Roberto Fonseca: A Operação Faxina, foi desencadeada há cerca de cinco meses, quando começaram as investigações e, nessas investigações, nós chegamos a algumas pessoas envolvidas no tráfico de drogas (em Petrolândia). Essa operação é a primeira parte de outra que nós estaremos fazendo. Outras pessoas estão sendo investigadas.

Perguntamos sobre o número de suspeitos investigados na Operação:

Dr. Roberto Fonseca: Nós fizemos a prisão de 19 pessoas. Temos ainda quatro pessoas foragidas. Vamos diligenciar em busca dessas pessoas. Temos outro grupo a ser investigado. Temos outras medidas a tomar, com relação às pessoas usuárias (de entorpecentes) e daremos continuidade a essa operação.

Perguntamos qual será o desdobramento da Operação Faxina para as pessoas detidas sob acusação de tráfico de entorpecentes:

Dr. Roberto Fonseca: Essas pessoas tiveram suas prisões decretadas pelo Juiz Dr. Elias Soares, da nossa Comarca de Petrolândia, com o parecer do Promotor de Justiça, Dr. Daniel Meneguz, que já vinha acompanhando essas investigações. Essas pessoas serão encaminhadas à Cadeia Pública (de Petrolândia) e ao Presídio Feminino (Cadeia Pública Feminina de Verdejante).

Pedimos ao delegado para confirmar se apenas as mulheres foram encaminhadas para presídio e os homens ficaram na Delegacia local.

Dr. Roberto Fonseca: É que o recolhimento das mulheres é feito para o presídio da cidade de Verdejante, que é um presídio específico, feminino. Por conta da distância (são mais de 200 Km de Petrolândia a Verdejante), as mulheres foram conduzidas primeiro. Mas estaremos encaminhando, logo mais, os homens para a Cadeia Pública daqui.

Agradecemos ao Dr. Roberto Fonseca pela entrevista.

Dr. Roberto Fonseca: Muito obrigado. Estamos aqui à sua disposição e de qualquer cidadão que queira nos ajudar a trabalhar, informar sobre casos de interesse público.

Notícia relacionada:
CNM aponta nível alto de problemas relacionados ao consumo de crack em Petrolândia

Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos: Assis Ramalho


0 comentários:

Postar um comentário