Custom Search
quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Humberto Costa acompanha ministros em visita às obras da transposição do Rio São Francisco. Confira vídeo.

"No governo atual, essa obra andou demais. A gente tá tendo oportunidade de fazer o primeiro bombeamento d´água, os primeiros quinze quilômetros", citou a ministra Miriam. "Até a próxima semana a Barragem de Areias deve estar cheia".

Os ministros Francisco Teixeira, da Integração Nacional, e Miriam Belchior, de Planejamento, Orçamento e Gestão, estiveram nesta quarta-feira (22) nas obras do projeto de Transposição do Rio São Francisco, em Floresta, Sertão de Pernambuco. A visita, que serviu também como uma vistoria, foi acompanhada pelo líder do PT no Senador Federal, Humberto Costa. Na última segunda-feira (13) foram iniciados os testes da estação de bombeamento EBV-1, que cobre o eixo leste do projeto. Parte da água já começou a abastecer a Barragem de Areias, num percurso de 15 quilômetros.

Além de visitar a barragem, a comitiva conheceu toda a estrutura das salas de controle, o canal por onde a água está sendo levada e como a primeira bomba ativada está trabalhando. Engenheiros explicaram todo passo a passo do Projeto de Integração do Rio São Francisco. A EBV-1 possui dois conjuntos de motobombas instalados, com cada uma pesando cerca de 100 toneladas.

"A importância dessa obra é gigantesca, para milhões de pernambucanos, de nordestinos que, ao longo de de suas vidas, não tiveram acesso a água", explicou o senador Humberto Costa. "Isso vai, também, promover desenvolvimento para nossa região e melhor condição de vida. E, acima de tudo, dignidade para nosso povo", salientou.

As estruturas do Eixo Leste vão elevar a água em 300 metros acima do nível médio do lago de Itaparica até o ponto mais alto do canal. Uma altura que pode ser comparada a um edifício de 100 andares. No Eixo Norte, a água será elevada, aproximadamente, 181 metros acima do nível do rio São Francisco.


Boletim atualizado da situação nos reservatórios hídricos do São Francisco

Foto: Blog de Tony Xavier

Divulgado novo boletim de acompanhamento da bacia do rio São Francisco no site da ANA, atualizado até 21/22 de outubro. Nesta terça-feira (21), Sobradinho apresentava volume útil de 23,71%, Itaparica 17,75%. A represa de Três Marias (MG), construída "para evitar cheias", continha apenas 3,59% na mesma data.

Barragem de Sobradinho (UHE Sobradinho)
Data Vol.útil(%) Qaflu(m³/s) Qdeflu(m³/s)
30/09 29,95 330 1.150
01/10 29,72 330 1.129
02/10 29,49 330 1.135
03/10 29,27 330 1.070
04/10 28,97 330 1.134
05/10 28,67 330 1.129
06/10 28,38 330 1.131
07/10 28,08 330 1.137
08/10 27,79 330 1.141
09/10 27,50 290 1.130
10/10 27,21 290 1.051
11/10 26,85 290 1.207
12/10 26,49 290 1.222
13/10 26,06 290 1.337
14/10 25,71 290 1.424
15/10 25,36 290 1.332
16/10 25,01 290 1.129
17/10 24,66 290 1.292
18/10 24,39 290 1.141
19/10 24,11 290 1.152
20/10 23,91 290 1.140
21/10 23,71 290 1.144
22/10 22,83 S/INF. S/INF (medição às 06h00)

Barragem de Itaparica (UHE Luiz Gonzaga)
Data Vol.útil(%) Qaflu(m³/s) Qdeflu(m³/s)
30/09 18,65 1.000 1.278
01/10 18,65 1.010 1.170
02/10 18,09 1.000 1.017
03/10 18,09 1.019 1.019
04/10 18,65 1.130    919
05/10 18,82 1.140 1.071
06/10 18,65 1.100 1.175
07/10 18,29 1.010 1.243
08/10 17,75 1.010 1.167
09/10 17,19 1.030 1.108
10/10 16,82 1.050 1.221
11/10 16,82 1.038 1.038
12/10 17,02 1.050    973
13/10 16,82 1.020 1.099
14/10 16,46 1.040 1.185
15/10 17,02 1.150 1.129
16/10 16,46 1.110 1.110
17/10 16,29 1.260 1.524
18/10 16,82 1.240 1.017
19/10 17,39 1.190    960
20/10 17,55 1.180 1.023
21/10 17,75 1.120 1.046
22/10 S/INF. S/INF. S/INF

Barragem de Três Marias (UHE Três Marias)
19/10 3,74 39 135
20/10 3,64 38 140
21/10 3,59 41 140
22/10 S/INF. S/INF. S/INF
Qaflu(m³/s) representa o volume de água que chega à represa em metros cúbicos por segundo
Qdeflu(m³/s) represa o volume de água que sai da represa em metros cúbicos por segundo

Blog de Assis Ramalho 
Fonte: ANA


Petrolândia: Comoção, dor, choro e aplausos marcaram o sepultamento de Cícera Suelen


Corpo é aplaudido na entrada do cemitério
Amigos confeccionaram 200 camisetas para homenagear Cícera Suelen

Sob forte comoção, aplausos e choro de familiares, parentes e amigos foi sepultada na tarde desta quarta-feira 22) o corpo da jovem Cícera Suelen, 17 anos, vítima de acidente ocorrido na manhã de domingo passado (19), em Petrolândia. Colegas de trabalho de Cícero, pai da jovem, também compareceram à cerimônia.

Para parentes e amigos, ficou a lembrança de uma jovem alegre que amava a vida. Amiga de cícera, Lisiane desabafou ''Ela era uma jovem alegre,  participativa, que gostava de sair, se divertir e tinha muitos amigos.  Não caiu a ficha ainda, e eu estou muito mal. Ainda está na minha memoria os últimos momentos que estive conversando e brincando com ela, naquela trágica noite de sábado para domingo'' disse Lisiane, não resistindo as lágrimas 

O acidente que vitimou a jovem Cícera, aconteceu na Orla da cidade por volta das 5 horas da manhã de domingo (20), quando retornava de uma festa realizada em um clube da cidade em companhia do namorado Diego da Silva, que também foi vítima do atropelamento, sendo conduzido ao Hospital Regional do Agreste, em Caruaru. Cicera foi socorrida para o Hospital da Restauração, em Recife, mas não resistiu aos ferimentos.

Os pais de Cícera Suelen, Maria Lucicleide e Cícero, estavam inconformados logo após o sepultamento e chamavam à atenção das autoridades local. ''Se houvesse uma fiscalização mais firme por parte da polícia, punindo esses jovens que passam as noites e madrugadas bebendo e dirigindo, sem nenhuma responsabilidade, isso não acontecia. É preciso que as autoridades vejam isso, e tomem as providências, porque muitos acidentes estão acontecendo, e ninguém está ligando para os acontecidos, Até parece que aqui não tem justiça", desabafou a mãe da jovem falecida, que acabara de ser sepultada.

Emocionado, Cícero, o pai da jovem, dizia que o acontecido vai ser uma marca que nunca vai sair da sua vida. ''É o momento mais difícil da minha vida e isso nunca vai passar. Ela era uma jovem alegre, que gostava da vida, de fazer amizades, e sempre estava sorridente. Aliás, no último sábado, quando estive com ela pela última vez, até parecia que ela queria se despedir de mim. Em nenhum momento ela deixou de sorrir, de tirar fotos, sempre me perguntando se ela estava bonita. Agora não resta outra coisa, a não ser pedir força a Deus para eu possa, quem sabe, superar esse momento. Estou triste e sofrendo muito, mas eu tenho certeza que ela está com Deus", disse o pai, com lágrimas nos olhos.

Nossas condolências aos pais de Cícera Suelen e demais parentes e amigos pela imensa perda.


Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos: Assis Ramalho


Médico e professor da UnB diz que vírus chikungunya chegou para ficar

As medidas preventivas são as mesmas da dengue, como verificar o fechamento da caixa d água, não acumular vasilhames em quintais, desentupir calhas e colocar areia em pratos sob vasos de plantas.

Depois de confirmados 789 casos da febre chikungunya no Brasil, tudo indica que o brasileiro terá de conviver com a doença, que é semelhante à dengue. Na avaliação do médico Pedro Tauil, doutor em medicina tropical e professor da UnB, ela chegou ao país para ficar.

Segundo ele, o vírus tem os mesmos vetores da dengue, os mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus, que já estão instalados em todos os estados brasileiros. Além disso, já houve transmissão da febre chikungunya em três estados. Na Bahia, estão confirmados 458 da doença, enquanto no Amapá e em Minas Gerais foram registrados, respectivamente, 330 e um caso.

O médico adiantou que, por ter os mesmos vetores, a febre chikungunya deverá ter a mesma sazonalidade da dengue, ou seja, o período das chuvas será de picos de transmissão da doença.

Pedro Tauil esclareceu que a nova doença mata muito menos que a dengue, já que, apesar dos mesmos sintomas (febre alta, dor de cabeça e nas articulações), são raras as vezes em que apresenta casos com hemorragia. No novo vírus, a sintomatologia dura de três a dez dias.


Prefeita de Arcoverde recusa-se a receber movimento sem teto que protesta por casas prometidas


Na manhã desta quarta-feira (22), dezenas de integrantes do Movimento Sem Teto promoveram uma manifestação pelas ruas de Arcoverde para cobrar as promesas feitas pela prefeita durante o período eleitoral. O grupo faz parte das 900 famílias que estavam ocupando o terreno do IPA e saíram do local com a promessa do estado de garantir a construção de 500 casas num terreno do Estado e a promessa da prefeita de entregar até o final de setembro, coincidência final da eleição, 350 casas do Conjunto Habitacional que está sendo construído às margens da PE 270 (Buíque/Arcoverde).

Segundo Silvanete Pereira, líder do movimento, a “prefeita vem se recursando a receber o movimento. Fica se escondendo e já faltou a três reuniões marcadas no Banco do Brasil e no Hotel Cruzeiro para tratar do assunto. Foi ela que prometeu entregar as casas e até agora não temos nada”.

Os manifestantes se concentraram na Praça Winston Siqueira e por volta das 09h30 seguiram em caminhada rumo a sede da Prefeitura de Arcoverde para falar com a prefeita que, mais uma vez, não estava lá. O grupo interditou a Av. Capitão Arlindo Pacheco, em frente a PMA e chegaram a ser recebido pela Chefe de Gabinete, Artimiza Macedo. O único secretário que apareceu na frente da prefeitura na hora da manifestação foi o de Finanças, Luciano Britto, que é genro da prefeita. Nem um vereador esteve presente na manifestação.


Prefeitura de Tacaratu promove ação do Outubro Rosa na tarde desta quinta-feira (23)


A Secretaria Municipal de Saúde de Tacaratu convida as tacaratuenses para participar de ação do Outubro Rosa a realizar-se nesta quinta-feira, 23 de outubro, no Tacaratu Social Clube, a partir das 16h00. Na ocasião haverá estandes de beleza, saúde e palestras educativas. 

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama. 

No Brasil, a primeira ação relacionada ao Outubro Rosa, foi a iluminação em rosa do monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera), situado em São Paulo-SP. No dia 02 de outubro de 2002. Essa iniciativa foi de um grupo de mulheres simpatizantes com a causa do câncer de mama, que com o apoio de uma conceituada empresa europeia de cosméticos iluminaram de rosa o Obelisco do Ibirapuera em alusão ao Outubro Rosa.
Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Assessoria da Prefeitura Municipal de Tacaratu


Dilma e Aécio fazem acordo no TSE para acabar com ataques no horário eleitoral


As coordenações jurídicas das campanhas dos candidatos que disputam o segundo turno das eleições presidenciais entraram em acordo hoje (22) para arquivar todas representações que foram protocoladas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Todas são referentes às eleições de 2014. O acordo firmado entre as coligações da candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) e de Aécio Neves (PSDB) foi homologado por unanimidade pelos ministros do TSE.

Com a decisão, as coligações comprometeram-se a priorizar o debate de ideias no espaço horário eleitoral gratuito no rádio e na TV. O acordo foi acertado entre os advogados das duas coligações após a decisão na qual o tribunal entendeu que a propaganda eleitoral não pode ser usada para ofensas pessoais. O novo entendimento sobre a matéria, firmado na semana passada, provocou suspensões de trechos da propaganda dos dois candidatos.

Agência Brasil


Até 2030 energia eólica pode suprir até 19% da necessidade elétrica mundial e gerar dois milhões de empregos


A produção global de energia eólica pode atingir 2.000GW (gigawatts) até 2030, suprir entre 17 e 19% da necessidade elétrica mundial, gerar dois milhões de empregos e reduzir a emissão de dióxido de carbono em três bilhões de barris por ano. Esses são dados obtidos a partir de uma análise divulgada ontem (21) pelo GWEC (Conselho Global de Energia Eólica na sigla em inglês) e o Greenpeace Internacional. Para 2050, estima-se que a energia eólica seja responsável por 25 a 30% do abastecimento mundial.

A análise leva em consideração dados apresentados pela AIE (Agência Internacional de Energia), levantados especialmente para este relatório. A ideia é mostrar como a geração de energia eólica pode oferecer, em nível de produção global, redução das emissões de CO2, geração de empregos e redução de custos e investimentos.

“A partir da urgência em reduzir as emissões de CO2, a energia eólica surgiu como a opção de melhor custo-benefício, barateando a produção, reduzindo o nível de poluição global e garantindo o fornecimento de energia em todo o mundo”, afirma Steve Sawyer, diretor executivo do Conselho Global de Energia Eólica.

A queima de combustíveis fósseis faz o setor energético responsável por mais de 40% das emissões de CO2 e 25% das emissões totais de gases que causam o efeito estufa. Para cumprir as metas de proteção climática, um dos principais focos deve ser a produção de energia. O potencial energético que a geração eólica apresenta é ideal para iniciarmos o processo de redução das emissões de carbono para manter o aumento da temperatura global a 2ºC ou menos.


Nível de água dos principais reservatórios do país é o mais baixo desde 2001

As usinas de Luiz Gonzaga (BA/PE) e de Três Marias (MG) tinham, respectivamente, 17,7% e 3,5% da capacidade de armazenamento ontem (21).

A falta de chuvas dos últimos meses fez com que o volume de água dos reservatórios das usinas hidrelétricas que operam nas regiões Sudeste e Centro-Oeste atingisse ontem (21) o nível mais baixo desde 2001, ano em que o país foi obrigado a adotar o racionamento de energia. Fontes de abastecimento hídrico das principais usinas geradoras de eletricidade do país, os reservatórios atingiram, segundo o Operador Nacional do Sistema (ONS), 20,93% de sua capacidade máxima nessa terça-feira. Na mesma data de outubro de 2001, o volume registrado atingia 21,39% do limite máximo.

Há duas semanas, a ONS divulgou uma projeção apontando que, caso a estimativa de chuvas para os próximos dias se confirme, o nível dos reservatórios do Subsistema Sudeste/Centro-Oeste continuará caindo e chegará, em 31 de outubro, a apenas 19,9% da capacidade máxima, o mais baixo percentual registrado desde 2000.

Nas duas regiões, as chuvas dos últimos dias foram insuficientes para alterar esse quadro. Nos reservatórios de Ilha Solteira e de Três Irmãos, no noroeste paulista, os níveis de armazenamento chegaram a zero - o que não significa que o rio tenha secado ou que as usinas tenham deixado de operar, embora o façam com restrições.


Setor elétrico justifica vazões reduzidas do São Francisco e analisa crise hídrica atual

Esta é a mais grave crise hidrológica vivida pelo Brasil, pior até mesmo do que a do ano de 2001, “só não foi decretado racionamento agora porque temos outras fontes energéticas", disse representante da Chesf. Por sua vez, o ONS disse que a energia térmica já foi utilizada até o limite da capacidade técnica disponível.

Um diagnóstico preciso e mais detalhado da grave crise hídrica que atinge o país, prejudicando seriamente a bacia hidrográfica do rio São Francisco e, por consequência, a região Nordeste e norte de Minas Gerais, foi o principal resultado da reunião realizada na manhã de hoje (22.10), em Salvador – BA, com participação dos principais atores do sistema elétrico nacional. A reunião atendeu a um convite do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco – CBHSF, com o objetivo de colher mais informações sobre a problemática que vem sobrecarregando o Velho Chico e atingindo indiscriminadamente todas as suas regiões fisiográficas.

“As ideias não prosperam sem que haja tolerância. Estamos aqui para ouvir e conversar. Todos sabem que o Comitê é muito franco em suas avaliações e posições, mas tenham certeza de que somos também cordatos na discussão de questões que estão influenciando as nossas vidas agora e podem comprometer as gerações futuras”, ponderou o presidente do CBHSF, Anivaldo Miranda, ao abrir a reunião.

Primeiro a falar, o gerente executivo do Norte-Nordeste do Operador Nacional do Sistema (ONS), Saulo Cisneiros, disse que os problemas de insegurança hídrica vivida atualmente pelo Brasil tem obrigado o setor elétrico a trabalhar com o mínimo do potencial das hidrelétricas e tendo que lançar mão de outras fontes energéticas para garantir o fornecimento ao Nordeste, sendo a energia térmica a principal delas. Questionado se poderia haver um uso maior da energia térmica para poupar o rio, disse que essa fonte de energia já foi utilizada até o limite da capacidade técnica disponível. “Não limitamos o uso por questões econômicas”, garantiu.


TCU aprova auditoria em órgãos da União em razão da falta d'água nos estados

Acima, a Serra da Canastra postada no Facebook pelo MMA em 12/09/14 e compartilhada ontem (21/10) na página do Ministério da Integração Nacional; Abaixo a realidade do Parque Nacional que "preserva as nascentes do rio São Francisco."
Fiscalização vai apurar atuação da Agência Nacional de Águas e do Ministério do Meio Ambiente no caso

A responsabilidade de órgãos federais na crise da água será investigada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), conforme aprovado nesta quarta-feira pelos ministros do tribunal. Uma auditoria vai apurar como atuaram a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Ministério do Meio Ambiente (MMA) nos episódios de seca e falta de água em diferentes estados. A proposta de fiscalização foi apresentada pelo ministro-substituto André Luís de Carvalho.

O entendimento inicial do ministro, que motivou a apresentação da proposta, é de que a falta de água não é culpa exclusiva dos estados. Como o problema não se resume a São Paulo, com situações de seca também em Minas Gerais e no Rio de Janeiro, a responsabilidade pelo problema também caberia à União. O objetivo da auditoria é averiguar as medidas preventivas e os planos de contingência eventualmente adotados pela agência reguladora de recursos hídricos e pelo ministério.

O ministro citou no requerimento a baixa do sistema Cantareira, em São Paulo, para 3,3% de sua capacidade; a forte redução do volume d'água do Rio Paraíba do Sul, no Rio de Janeiro; e a situação de emergência decretada em 159 cidades de Minas Gerais por conta da estiagem. Também foi citado o fato de a principal nascente do Rio São Francisco, na Serra da Canastra, em Minas, ter secado.


TCU analisará medidas do governo federal para enfrentar seca


O Tribunal de Contas da União (TCU) irá fazer um levantamento das medidas preventivas e de planos de contingência do governo federal com relação à crise hidrológica que o país está enfrentando. A proposta foi feita pelo ministro André Luís de Carvalho. Prevê um levantamento de ações no Ministério do Meio Ambiente e na Agência Nacional de Águas (ANA).

“O interesse predominantemente nacional pautado pela ocorrência de seca e do esgotamento hidríco em mais de uma unidade da Federação fixa a competência da União como ator principal para a solução dessa crise”, argumentou Carvalho.

A falta de chuvas vem ocasionando problemas de abastecimento em diversos estados, especialmente em São Paulo, onde o nível do Sistema Cantareira chegou ao menor da história, com 3,2%. A crise também traz problemas para a geração de energia, por causa do baixo nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas.

Agência Brasil


Rio São Francisco entre a escassez para o consumo e a fartura para o desperdício

Em Itaparica a água é escassa para irrigação
Escassa para sistemas de abastecimento humano
Escassa para navegação, piscicultura e lazer
Farta para desperdício

O ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, e a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, realizam, nesta quarta-feira (22), visita técnica às obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco, em Pernambuco. A visita prevista para acontecer às 10h, no Eixo Leste da Transposição, em Floresta, na Estação de Bombeamento 1 (EBV 1), tem como trazer os ministros para acompanhar os testes de bombeamento da estrutura.

Os testes de bombeamento da água do Lago de Itaparica para o canal da Transposição, divulgados há duas semanas, provocaram indignação em Petrolândia, cidade vizinha a Floresta, onde os produtores rurais já enfrentam dificuldades para irrigação, diante da baixa vazão do rio e queda no volume da represa. Houve bloqueio da entrada do canteiro de obras da EBV1, iniciado na manhã do sábado (11). A liberação envolveu uma negociação com o ministro Francisco Teixeira com líderes de Petrolândia e a presença de tropa da Força Nacional, para desocupação da área e realização dos testes "de uma maneira ou de outra", a fim de encher a barragem de Areias. Os manifestantes deixaram claro não ser contra a obra da Transposição, mas totalmente contrários à realização de testes com água retirada do lago num período em que o líquido é escasso ao longo do rio e pelo fato de a água se destinar ao desperdício, por evaporação.

Desbloqueada a entrada do canteiro de obras, na segunda-feira passada (13), trabalhadores da obra sinalizaram que os testes de bombas falharam em suas primeiras tentativas. O Ministério da Integração desmentiu em nota, afirmando que foram bem sucedidos. Sanados os problemas técnicos iniciais, encheu-se o trecho previsto do canal. Pouco depois, chegam notícias de que a barragem de Areias não suportou o volume de água. Rompeu-se a estrutura improvisada com sacos de areia, montada para bloquear a passagem da água adiante. Paredes do canal teriam sido danificadas e o trabalho seguia ininterrupto para consertar a estrutura e encher novamente a barragem para uma suposta visita da presidente do Brasil às obras.

Na manhã desta quarta-feira (22), chegou uma nova informação, em denúncia: "na obra da transposição do rio São Francisco ESTOUROU uma parte dela (barragem), onde se derramam muitos, muitos litros de água, o pouco que nos resta. A pessoa que me falou (trabalhador da obra) disse que ninguém tomou providência para tampar e acabar com o desperdício da água, que está sendo jogada no mato, os peões que trabalham nesse Eixo estão revoltados por isso, mas não podem fazer nada. Sei que fora já está cheio de água, um desperdício que vai nos custar caro", afirma indignada nossa leitora, indicando que os trabalhadores têm medo de se identificar, por receio de perderem seus empregos.

Apesar do mau exemplo federal no desperdício de recursos escassos, os participantes do movimento Salve o Rio São Francisco se mobilizam em Petrolândia para realizar campanhas de educação ambiental. Poupar água e energia elétrica deve ser um hábito incorporado ao cotidiano da comunidade e não uma medida emergencial, tomada apenas em casos extremos. A emergência, infelizmente, já se instalou e é preciso agir antes que a água se vá completamente, antes que reste à população esperar por chuvas incertas nos lugares certos ou pelo caminhão pipa, e antes que se iniciem os protestos provocados pelo desabastecimento, como acontecem quase diariamente em Itu (SP).

Enquanto isso, acompanhamos dos níveis das barragens que abastecem nossa região: Sobradinho e Itaparica. O último boletim da Chesf foi disponibilizado pela ANA-Agência Nacional de Águas na segunda-feira (20). Sobradinho se aproxima dos 20% de volume útil: começou a semana com volume estimado em 23,71%. A última informação sobre Itaparica é do domingo (19), quando foram estimados 17,39% de volume útil.


TCM-BA: Contas da Prefeitura de Chorrochó são aprovadas com ressalvas


O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quarta-feira (22/10), aprovou com ressalvas as contas da Prefeitura de Chorrochó, sob a responsabilidade de Rita de Cássia Campos Souza, relativas ao exercício de 2013.

O relator do parecer, conselheiro Raimundo Moreira, aplicou multa de R$ 10 mil à gestora pelas falhas contidas no relatório e determinou o ressarcimento de R$ 248.777,71, com recursos pessoais, em decorrência da saída de recursos da conta do FUNDEB sem a apresentação de documentos de despesas correspondentes (R$ 101.880,97), pela comprovação de despesas (R$ 75.655,74) e ausência de processos de pagamentos (R$ 71.241,00).

A administração municipal ultrapassou o limite de 54% para despesa total com pessoal, estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal, já que os gastos alcançaram o montante de R$ 13.399.193,50, correspondente a 54,70% da receita corrente líquida de R$ 24.495.514,16. A relatoria determinou a adoção de medidas a fim de reconduzir os referidos gastos ao limite estabelecido pelo dispositivo legal, sob pena de multa equivalente a 30% dos subsídios anuais da gestora pela reincidência.


Pernambuco participa do 2° Encontro Nacional de Clínicas do Testemunho

O encontro começa nesta sexta, 24, no Rio de Janeiro, e contará com a participação da coordenadora do Centro Estadual de Apoio as Vítimas de Violência, Tádzia Negromonte.

O projeto Clínica do Testemunho em Pernambuco será apresentado nesta sexta-feira, 24 e sábado, 25, no 2° Encontro Nacional da Rede de Clínicas do Testemunho, na Escola de Saúde Mental, no Rio de Janeiro. A apresentação será feita pela coordenadora do Centro Estadual de Apoio as Vítimas de violência, CEAV, Tadzia Negromonte. A atividade contará com a participação das quatro Clínicas conveniadas com a Comissão da Anistia, PE, RJ, SP e RS, o presidente da Comissão, Paulo Abrão e mais dois representantes do órgão.

O objetivo geral é mostrar o funcionamento e a experiência de cada projeto nos atendimentos, nas atividades de difusão e de capacitação, destacando algumas linhas de investigação, que possam subsidiar as recomendações e encaminhamentos para a criação de uma política pública.

Também participará do encontro a representante da Clínica do Testemunho da Argentina, Fabiana Rousseaux, que vai relatar a experiência no seu país e as possibilidades de parceria.


Especialistas criticam problemas no acordo ortográfico

Para Pasquale Neto, no texto do acordo, “o hífen foi maltratado, mal resolvido” . A seu ver, a questão precisa ser solucionada. De acordo com ele, é inexplicável o fato da palavra “pé-de-meia” ser escrita com hífen e "pé de moleque", não.

O professor Pasquale Cipro Neto defendeu nesta quarta-feira (22) revisão no Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. “O texto do acordo é tão cheio de problema que foi preciso a Academia [Brasileira de Letras] publicar nota explicativa [sobre pontos do acordo]. Por que foi preciso isso? Porque há problemas”, ressaltou o professor, ao participar do segundo dia de debates sobre o assunto na Comissão de Educação do Senado.

Segundo Pasquale, o Brasil saiu na frente dos demais países signatários na implementação do acordo impedindo uma adoção simultânea da nova regra. Para ele, houve atropelo e falta de organização do país no processo. “Nós não podemos ir adiante com um texto que carece de polimento, soluções concretas”, disse.

As diversas situações do uso do hífen, considerado pelo professor uma das grandes fragilidades da norma, foi um dos pontos mais criticados. Para Pasquale Neto, no texto do acordo, “o hífen foi maltratado, mal resolvido” . A seu ver, a questão precisa ser solucionada. De acordo com ele, é inexplicável o fato da palavra “pé-de-meia” ser escrita com hífen e "pé de moleque", não.

Para a professora Stella Maris Bortoni de Figueiredo Ricardo, integrante da Associação Brasileira de Linguística (Abralin), qualquer sugestão de mudança deve ser acordada com os países signatários. “A Abralin recomenda que se consolide o Acordo Ortográfico de 1990, sem que haja nenhuma alteração unilateral. Qualquer alteração que se queira fazer no acordo, que seja feito no âmbito da CPLP [Comunidade dos Países de Língua Portuguesa] e do Iilp [Instituto Internacional da Língua Portuguesa]”, defendeu.


Projeto São Francisco inicia testes de bombeamento no Eixo Leste, em Floresta

O ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, e a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, vistoriaram nesta quarta-feira (22), a Estação de Bombeamento (EBV-1) em Floresta (PE)

Floresta (PE), 22/10/2014 – O ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, e a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, vistoriaram nesta quarta-feira (22), em Floresta (PE), as estruturas que fazem parte da Estação de Bombeamento (EBV-1) do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

Na última segunda-feira, 13, foram iniciados os testes de bombeamento da EBV-1, cumprindo o cronograma oficial de andamento das obras. Até o final deste ano, a Meta 1 Leste estará em pré-operação, o que significa que os sistemas, osequipamentos e as estruturas estão em preparação para a futura operação comercial.

“É uma obra que tem muita simbologia e uma importância grande para os Estados do Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Paraíba. É uma obra complexa, de grande magnitude, mas que o governo federal está fazendo”, disse o ministro Teixeira. “Essa obra avançou bastante e para nós é uma felicidade ver esse primeiro teste de bombeamento e um trecho de 15 quilômetros de canais com água”, afirmou a ministra Miriam.

Durante os testes de bombeamento é realizada sequência de ajustes entre os vários equipamentos que compõe a Estação de Bombeamento. A EBV – 1, em Floresta (PE), possui dois conjuntos de motobombas instalados – sendo que cada bomba pesa cerca de 100 toneladas, o equivalente a 100 veículos populares. Além desses equipamentos, o ministério também realiza a interação entre os quadros de corrente de energia, softstarter (controle de corrente de energia dos motores), motores, bombas e válvulas.

Os ajustes são necessários para calibração do sistema, visando a alcançar a melhor eficiência do conjunto de motobombas. Os testes na EBV-1 prosseguem até o fim do ano e envolvem o bombeamento da água do lago de Itaparica até a o reservatório Areias, situados no município pernambucano de Floresta.

Enchimento dos canais – A fase de testes de bombeamento ocorre após a abertura das ensecadeiras (barramento), que permitiu a entrada da água do rio São Francisco em cada um dos canais de aproximação, dos Eixos Leste e Norte, do empreendimento. O processo, iniciado em agosto, representa a primeira etapa de pré-operação do Projeto de Integração do Rio São Francisco.


Petrolândia: Marcação de Consultas e Exames para esta quinta e sexta-feira 23 e 24 de outubro na Secretaria de Saúde



O Blog de Assis Ramalho divulga as especialidades médicas e exames disponíveis para marcação nesta quinta e sexta-feira 23 e 24 de outubro de 2014, na sede da Secretaria de Saúde de Petrolândia. Confira:

Quinta-feira(23: Nutricionista, Mastologista, Psicólogo
Sexta-feira (24): Exames Laboratoriais, Raio X, Preventivo, Ultrassonagrafia (Mama, Próstata, Tireoide)

Redação do Blog de Assis Ramalho
Informações: Secretaria de Saúde de Petrolândia


Segundo turno das eleições em Pernambuco não terá 'Lei Seca'


O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) manteve a decisão de que não baixará uma portaria para proibir a comercialização e consumo de bebida alcoólica durante as eleições deste ano. Em Pernambuco, a Lei Seca não foi adotada durante o primeiro turno e permanece assim no segundo turno, que acontece no domingo (26).

De acordo com a assessoria do tribunal, o esquema permanece igual ao do primeiro turno. Os responsáveis pelas seções devem orientar o eleitor que eventualmente chegue ao local de votação alcoolizado, informando que ele só pode votar quando estiver sóbrio.

O TRE-PE tomou a decisão em parceria com a Secretaria de Defesa Social, durante reunião ainda antes do primeiro turno. Havia a possibilidade de o tribunal baixar uma nova portaria para o segundo turno, mas não foi constatado nenhum comportamento que exija a aplicação da lei seca durante a eleição.

G1


ALEPE: Projeto do deputado Everaldo Cabral para segurança em eventos esportivos é aprovado na Comissão de Justiça

Deputado Everaldo Cabral (Foto:Assis Ramalho) 

O projeto de Lei nº 1988/2014 de autoria do Deputado Everaldo Cabral, foi aprovado dia 21 de outubro na Comissão de Justiça da ALEPE. O Projeto oferece maior segurança nos eventos esportivos em Pernambuco, através de medidas como a instalação de sistema de câmeras de monitoramento nas dependências desses locais, em total integração com o Programa Pacto Pela Vida.

A legislação também determina medidas para a implementação de vasos sanitários no modelo turco – vasos horizontais – promovendo maior segurança aos frequentadores destes locais. Os estabelecimento que não cumprirem as determinações estarão sujeitos a penalidades como advertência, multa e interdição, também previstas no Projeto de Lei.

Assessoria de Everaldo Cabral


Aécio Neves convida Paulo Câmara para assistir último debate a ser realizado na Globo, nesta sexta

Paulo Câmara em entrevista a Assis Ramalho
Foto: Lúcia Xavier

O candidato Aécio Neves (PSDB) telefonou para o governador eleito Paulo Câmara (PSB) e o prefeito Geraldo Julio (PSB) convidando-os para assistirem, nesta sexta-feira (24), na TV Globo, ao debate entre ele e a presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição.

O tucano fez questão de salientar o seu reconhecimento ao apoio dos dois socialistas à sua candidatura, assim como o da família Campos. As informações são da coluna Diario Político, assinada por Marisa Gibson.

Do Blog do Magno


Frases do dia 22/10/2014: Coletânea IHU Online


No laço

"A abstenção preocupa a campanha de Dilma, já que ela tradicionalmente é mais alta em regiões em que a petista tem larga vantagem sobre o adversário tucano. O ideal, segundo um integrante da campanha, seria que Dilma chegasse a 54% no domingo, com folga para "perder" entre 1% e 2% de votos sem risco de ser ultrapassada na urna por Aécio" -Mônica Bergamo, jornalista - Folha de S. Paulo, 22-10-2014.


População de Itu faz novos protestos contra a falta de água

Protestos por falta d'água são nova rotina em Itu

A população de Itu, município a 100 quilômetros da capital paulista, continua protestando contra a crítica situação de falta de água. Ontem (21), moradores colocaram fogo em pneus e reivindicaram uma solução para o problema.

De acordo com a advogada Soraia Escoura, que participa do movimento Itu Vai Parar, as manifestações têm surgido espontaneamente. “Todos os dias têm acontecido manifestações. E não [há] uma coisa única, cada bairro faz a sua manifestação. Na segunda-feira [20] foi maior do que ontem, as pessoas estão colocando pneus nas ruas e colocando fogo para chamar, realmente, a atenção”, disse ela. Soraia conta que está há 11 dias sem água em sua casa.

A advogada entregou um documento com mais de 3 mil assinaturas no dia 14 deste mês ao Ministério Público pedindo intervenção do estado em Itu. “Foi oficiado na Procuradoria-Geral um requerimento de intervenção. A promotoria também fez um requerimento de instauração de inquérito policial contra o prefeito [de Itu]”, declarou.

Segundo liminar da Justiça, as residências e comércios de Itu não poderiam ficar mais de 48 horas sem água, o que não vem sendo cumprido pela concessionária Águas de Itu. Soraia defende, além disso, que seja decretado o estado calamidade pública no município. A prefeitura informa que Itu ainda não se enquadra nas normas de calamidade pública, que implicaria caos total, com escolas e hospitais sem funcionar e epidemias ou surtos de doenças.

Agência Brasil


APAC emite alerta de baixa umidade para o Sertão de Pernambuco


A Agência Pernambucana de Águas e Climas (APAC) emitiu Alerta de Baixa Umidade, em decorrência da presença de uma massa de ar seco sobre o Estado, que vem afetando diretamente municípios do Sertão pernambucano. Valores de umidade relativa do ar abaixo dos 20% foram registrados em Serra Talhada, Cabrobó, Petrolina e Ouricuri. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), um nível considerado aceitável deve estar acima dos 30%.

A baixa umidade do ar pode acarretar problemas como complicações alérgicas e respiratórias devido ao ressecamento de mucosas, sangramento nasal, ressecamento da pele, irritação dos olhos, por exemplo.

Veja abaixo as recomendações em caso de baixa umidade:

Umidade Relativa do Ar entre 20 e 30% - Estado de Atenção:
· Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas
· Umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, molhamento de jardins etc.
· Sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol.
· Consumir água à vontade.

Umidade Relativa do Ar entre 12 e 20% - Estado de Alerta:
· Observar as recomendações do estado de atenção
· Não fazer exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10 e 16 horas
· Evitar aglomerações em ambientes fechados
· Usar soro fisiológico para olhos e narinas

Umidade Relativa do Ar abaixo de 12% - Estado de emergência:
· Observar as recomendações para os estados de atenção e de alerta
· Determinar a interrupção de qualquer atividade ao ar livre entre 10 e 16 horas
· Determinar a suspensão de atividades que exijam aglomerações de pessoas em recintos fechados como aulas, cinemas entre 10 e 16 horas
· Durante as tardes, manter com umidade os ambientes internos, principalmente quarto de crianças, hospitais.

Fonte: APAC


Músico Jon Bon Jovi cria restaurante comunitário sem preço que ajuda pessoas em necessidade

 Jon Bovi Jovi no Soul Kitchen (Fotos: JBJ Soul Foundation)

Quando uma comunidade se une, a esperança invade o lugar. Há 30 anos, Jon Bon Jovi é vocalista de uma das maiores bandas de rock do planeta. Porém, nos últimos anos, Bon Jovi tem cada vez mais voltado sua atenção para trabalhos menos glamurosos, de compreensão das necessidades dos menos afortunados residentes de New Jersey, Philadelphia e outros lugares.

O músico pesquisa formas de ajudar essas pessoas, e então trabalha com as comunidades para abrir novas instalações através de sua fundação, a JBJ Soul Foundation. Entre outros projetos que a fundação possui, nasceu o Soul Kitchen, ou “cozinha da alma”, em português, que consiste em um restaurante comunitário, onde os voluntários preparam a mesa e quem come por lá ajuda a alimentar os mais necessitados de cada comunidade, desde vizinhos, idosos ou famílias em necessidade.

Algo sensacional implantado no restaurante é que, ao final das refeições, cada um paga o que puder – pagando mais que a doação sugerida, você ajuda a alimentar outra pessoa. Ou, caso não possa pagar, pode trabalhar na cozinha em troca de uma refeição para você ou para a sua família.

Fonte: Hypeness